Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

08/02/2013 - Público.pt - Última Hora Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

EUA estudam processar também a Moody's por fraude


Os EUA podem avançar com um processo em tribunal contra a agência de rating Moody's, informa a agência Reuters. Representantes do Estado e do Departamento de Justiça norte-americano estarão a discutir a possibilidade de avançar contra esta agência norte-americana, depois de já ter sido submetido um processo de fraude civil contra a Standard & Poor's (S&P) no início desta semana.

A acusação do Departamento de Justiça deverá ser a mesma que foi feita à S&P: a agência manipulou deliberadamente a classificação de rating de produtos financeiros cuja falência foi crucial para o início da crise.

Mas a decisão de avançar também sobre a Moody's ainda não está tomada, sublinha a Reuters, que cita fontes ligadas ao processo, só devendo acontecer depois do início do julgamento da Standard & Poor's e se perceber qual pode ser o desfecho.

Na segunda-feira, o Departamento de Justiça dos EUA avançou com uma queixa em tribunal por fraude civil contra a S&P, alegando que esta contribuiu para o início da crise financeira norte-americana. A acusação do Governo defende que a agência estava consciente de que as notações de rating dadas aos produtos financeiros que entraram em incumprimento em 2008 estavam erradas.

A S&P refuta as alegações do Departamento de Justiça e defende-se com o facto de outras agências de rating terem dado as mesmas qualificações aos mesmos produtos financeiros, como os subprime e os Octonion I.

Esta é a primeira grande acção judicial de um Governo contra uma agência de rating depois do início da crise financeira mundial.

Das três grandes agências de rating, apenas a Fitch ficaria de fora da acção do Governo norte-americano. A Fitch, cuja propriedade se encontra dividida entre a holding francesa Financière Marc de Lacharrière e o grupo de media norte-americano Hearst Corporation, é a única das grandes agências não totalmente dos EUA.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 102 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal