Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

13/10/2012 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende chefe do tráfico da São Manoel

Por: Daniela Penha

DIG e Dise fecharam ponto de distribuição e apreenderam 35 Kg de maconha e bebidas falsas.

Em um trabalho de parceria, a Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) e a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) prenderam em flagrante um dos chefes do tráfico da favela São Manoel e de cidades da região de Bauru e fecharam um ponto de distribuição de drogas e de bebidas falsificadas. Gustavo Alves Quintanilha, conhecido como “Gu” ou “Gordo”, já tinha passagem por roubo e irá responder por tráfico de drogas, associação ao tráfico e falsificação e adulteração de bebidas alcoólicas destinadas ao consumo.

O delegado Ricardo Dias, titular da Dise, explica que as investigações apontaram que Gustavo comandava um esquema de distribuição de drogas, usando uma empresa de distribuição de água mineral como fachada e diversos funcionários para os serviços ilícitos. “Ele pouco colocava a mão na droga, porque assumia papel de chefia”, relata o delegado. Gustavo mantinha diversas casas onde a droga comprada por ele era guardada, dividida em porções menores e distribuída em biqueiras da favela e de demais cidades da nossa região. A polícia investiga a origem da droga comprada pelo criminoso, com a informação de que o produto vinha de fora da cidade.

Em operação realizada no final da tarde de anteontem, a Dise e a DIG apreenderam 35 Kg de maconha e 52 garrafas de vodka e uísque, além de objetos usados na comercialização da droga, como balanças de precisão, insumos para a falsificação de bebidas e embalagens vazias.

Os produtos estavam em um dos locais de armazenamento, que funcionava na quadra 2 da rua Fiorindo Pizzuto, Jardim Colonial. Também foram apreendidos R$ 400 em notas diversas.

Também na noite de anteontem, equipes das duas delegacias ficaram de campana em locais estratégicos e, por volta das 22h, prenderam Gustavo chegando na casa de um parente, no Jardim Sergipe. Após a autuação de flagrante, ele foi encaminhado à cadeia pública de Avaí, onde cumpre temporária.

Segundo o delegado, ele confessou informalmente que a droga era dele, porém não informou a origem nem do entorpecente e nem das bebidas.

A Polícia informou que em poucos dias deverá também realizar a prisão
de alguns dos comparsas de Gustavo.

A pena mínima que Gustavo pode pegar é de 12 anos de prisão e a máxima pode chegar a 33 anos.

Tanto o delegado Kleber Granja, titular da DIG, quanto Ricardo, comemoraram o sucesso da operação e enfatizaram a parceria. “Trabalhamos em conjunto e muito”, enalteceu Ricardo. “Foi um trabalho de muita parceria”, concordou Kleber Granja.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 102 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal