Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/02/2013 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Suposta fraude em concurso para residência médica no RJ é investigada

Defensoria Pública ressalta que 22 candidatos que tiveram nota máxima. Maioria desses candidatos é da mesma cidade em Minas Gerais.

A Defensoria Pública investiga uma suposta fraude em um concurso do Ministério da Saúde para residência médica no Rio de Janeiro. A suspeita é contra 22 candidatos que tiveram nota máxima em quatro das cinco provas objetivas, conforme mostrou no RJTV.

Yuri Sales fez a prova para residência em anestesia e ficou bem colocado. Mas está preocupado com a notícia de que o concurso está sob suspeita de fraude. "O que nós gostaríamos é que fosse apurado o resultado, que foi realmente um pouco estranho e faltou uma explicação", cobrou Yuri.

O concurso realizado em dezembro do ano passado é para 470 vagas em hospitais do Rio de Janeiro (federais, estaduais e privados que têm convênio com Ministério da Saúde). A residência médica é um curso de pós-graduação no qual o médico se especializa em determinada área.

A suspeita é contra 22 candidatos que tiveram nota máxima em quatro das cinco provas objetivas do concurso. Somente em uma delas, eles tiveram um empenho médio. A Defensoria Pública já apurou que a maioria desses candidatos é da mesma cidade em Minas Gerais.

O defensor público da União Daniel Macedo diz que há fortes indícios de que alguns candidatos tiveram acesso prévio aos gabaritos ou às provas. Ele pediu abertura do inquérito na Polícia Federal.

"É uma nota muito discrepante, foge do padrão das notas dos demais candidatos. E por esta razão, nós acionamos a Polícia Federal para a abertura de um inquérito policial para averiguar a possibilidade de fraude", disse Macedo.

O edital informa que as aulas começariam no início de março. A bolsa é de $R 2.384,00. Mais de oito mil pessoas concorreram às vagas.

Na página na internet, o Ministério da Saúde informa que os resultados divulgados foram suspensos temporariamente.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 146 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal