Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

20/01/2013 - SRZD Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

'Melhor dispositivo de segurança do computador é o usuário', diz perito

Por: Marcelo Cardoso


Certamente você já abriu sua caixa de e-mail e encontrou uma mensagem sobre uma corrente que lhe prometia felicidade, saúde, dinheiro, ou sobre supostas fotos que você tirou em sabe-se lá qual lugar. Cuidado! Você pode estar caindo em uma armadilha ao clicar para ver tais conteúdos.

Um levantamento recente, feito pela Serasa Experian, comprovou que um consumidor brasileiro é vítima da tentativa de fraude conhecida como roubo de identidade a cada 14,8 segundos. Em 2012, esse número bateu recorde e chegou a 2,14 milhões.

A popularização da internet e das mídias sociais é apontada como fator principal para o aumento dos golpes, visto que é cada vez mais comum as pessoas fornecerem seus dados sem verificar a idoneidade dos sites que acessam.

O SRZD entrou em contato com o especialista em segurança virtual, Wanderson Castilho, a fim de saber o que é preciso fazer para não ser mais uma vítima dos criminosos.

Wanderson destacou que um dos segredos para ter uma navegação segura é o bom senso. "Mais de 90% das vítimas de fraudes na internet foi devido ao fato de não ter percebido que a promoção era muito fora da realidade, ou que ver a desgraça alheia num vídeo ou foto enviado por e-mail não era verdade. Por isso, antes de sair clicando em tudo, use o bom senso", afirma.

O especialista ainda revelou que o melhor dispositivo de segurança que um computador pode ter é o próprio usuário, contudo softwares de segurança inviabilizam a entrada de hackers em seu sistema.

Como não existe uma estatística oficial no Brasil sobre os golpes virtuais, Castilho, que há mais de 13 anos combate o crime eletrônico, criou o Instituto Brasileiro de Pesquisa de Crimes Cibernéticos (IBPCC) com o objetivo de mapear as ações criminosas. Baseado em suas pesquisas e experiência na área, o especialista disse que os crimes mais comuns na internet são as fraudes eletrônicas, como uso de cartão de crédito não autorizado, transferências bancárias, e estelionatários vendendo falsos produtos em sites de leilão.

Dicas para navegar com segurança na rede

- Softwares de segurança: instalar anti-vírus e antispyware em seu computador e mantê-los sempre atualizados.

- Senha: trocar suas senhas a cada 60 dias.

- Informações pessoais: evitar colocar informações que possam te levar fisicamente aonde você esta, mora ou trabalha.

- Desconfie sempre: mais de 90% das vítimas de fraudes na internet não perceberam que as promoções estavam fora da realidade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 123 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal