Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

31/01/2013 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Usuários vendem documentos falsos no Beco do Candieiro


A prisão do mecânico Edilson dos Santos França, de 29 anos, levou policiais militares a descobrir um esquema de venda de documentos roubados que funcionava no centro de Cuiabá. O mecânico é acusado de uso de documento falso. Com ele, os PMs apreenderam duas carteiras de motoristas com a foto dele, mas com nomes diferentes. A prisão dele ocorreu anteontem às 19 horas na rua Atlas no bairro Planalto, na Capital.

Embora o mecânico tenha garantido que as CNHs falsas seriam apenas para pilotar motos, no entendimento dos policiais, ele iria usar os documentos para fazer compras e aplicar golpes no comércio da Grande Cuiabá.

Aos policiais, o suspeito relatou que comprou os dois documentos por R$ 150 no Beco do Candieiro, no centro de Cuiabá. Os vendedores foram usuários de drogas que ficam diariamente por lá. No local existe um comércio informal de venda de documentos em geral – os mais procurados são CNH e carteira de identidade.

Segundo os policiais, o mecânico estava sendo investigado numa denúncia de tráfico de entorpecentes no bairro e que perto da casa dele, funcionaria uma movimentada “boca-de-fumo”.

“Não encontramos droga alguma, mas para nossa surpresa, duas carteiras de motorista falsificadas, pois tinham nomes diferentes e com a mesma foto”, observou um policial.

Uma das CNHs estava em nome de José Edjano Alves da Silva, e a outra, Edmar Brito de Oliveira. O mecânico havia trocado apenas as fotografias. Os policiais suspeitam que os donos dos documentos tenham sido vítimas de assalto ou furto.

“Os ladrões que roubam carteiras e bolsas se livram de documentos. Então, alguém se aproveita para vender. Isso acontece porque tem alguém que compra”, lembrou um policial. (AR)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 164 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal