Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/10/2007 - Revista Fator Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Banco Nossa Caixa economiza R$12,3 milhões


O Banco Nossa Caixa economizará, este ano, R$ 12,3 milhões em relação às despesas inicialmente previstas para o exercício. A redução de despesas deve-se à implantação de medidas que buscaram maior eficiência em diferentes áreas do banco e à renegociação de contratos de prestação de serviços e de locação de imóveis em que funcionam 48 agências e postos de atendimento bancário (PAB’s). As estimativas para os dois próximos anos apontam redução de R$ 42,4 milhões e R$ 41,5 milhões, respectivamente.

Ao mesmo tempo, o banco passou a trabalhar firmemente na recuperação de créditos com mais de um ano de atraso. Por meio dessa campanha, realizada nos meses de junho, julho e agosto deste ano, conseguiu reaver R$ 80,6 milhões pagos à vista pelos devedores. A iniciativa continua em curso, mas, por ora, não é possível estimar resultados.

A revisão dos contratos atende à determinação do governador José Serra, por meio de decreto publicado no início do ano. Apenas com a renegociação de contratos de locação de imóveis, a estimativa é que sejam economizados neste ano R$ 170 mil. O valor subirá para R$ 315 mil em 2008 e R$ 281 mil em 2009.

Prestação de serviços e gestão interna - A renegociação dos contratos de prestação de serviços proporcionou cifras ainda mais expressivas. Por meio dessa iniciativa, o banco deixará de desembolsar R$ 4,2 milhões este ano; R$ 6,7 milhões em 2008 e R$ 4,8 milhões em 2009.

As demais medidas são resultado do aprimoramento da gestão interna da Nossa Caixa. O efeito desse conjunto de iniciativas, adotadas a partir de meados deste ano, será ainda mais importante em 2008 e 2009, uma vez que seu impacto se dará ao longo de todo o exercício.

As providências tomadas incluem definição de novos critérios de consultas junto ao Serasa e ao Serviço Central de Proteção ao Credito (SCPC). Sem qualquer risco à concessão de crédito à pessoa física e jurídica, estabeleceram-se novos prazos de validade para a realização de consultas que consideram o perfil do cliente e o risco envolvido na operação de crédito. Apenas neste ano, a economia decorrente dessas operações será de R$ 6 milhões. Para os próximos dois anos, a previsão é de que as medidas gerem redução de R$ 8 milhões anuais.

A implantação de mecanismos destinados a reduzir eventuais fraudes na internet (distribuição do Token, cartão que reduzirá em 80% as fraudes na internet) também terá peso importante na redução de despesas do banco. A solução começará a ser utilizada em novembro. Nesses dois últimos meses do ano, a redução de custos já deverá alcançar a marca de R$ 1,4 milhão. Durante os próximos dois anos, a previsão é de que sejam economizados R$ 12,86 milhões anuais. Também foram adotados mecanismos que permitiram a redução das despesas referentes a cheques clonados e que proporcionaram economia de R$ 360 mil este ano. Em 2008 e 2009, esses valores subirão para R$ 1,08 milhão a cada ano.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 433 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal