Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

21/01/2013 - Jornal A Cidade / FolhaPress Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraude-Rio: Polícia prende hackers suspeitos de desviar mais de 2 milhões


SÃO PAULO, SP, 21 de janeiro (Folhapress) - Policiais civis do Rio de Janeiro prenderam 11 hackers, no final de semana, sob suspeita de desvio de mais de R$ 2 milhões - em dois anos - de correntistas de um banco, em diferentes regiões do país. Todos foram localizados no Estado.

No total, 14 mandados de prisão temporária foram expedidos pela Justiça. Até o final da manhã de hoje, três suspeitos ainda estavam foragidos.

Segundo o delegado, Ronaldo Aparecido Ferreira Brito, da 90ª DP (Barra Mansa), cinco integrantes da quadrilha foram presos, anteontem, numa mansão, na cidade de Búzios, na região dos Lagos (RJ). No local, foram apreendidos dois carros, computadores, documentos bancários, drogas e dinheiro.

A polícia afirma que os jovens pagavam R$ 3 mil a um casal de franceses pela diária da mansão. Investigação aponta que eles estavam na casa desde do dia 29 de dezembro, onde promoviam festas regadas a drogas sintéticas, bebidas e garotas de programa.

No dia seguinte, outros seis jovens foram presos nos municípios de Barra Mansa, Volta Redonda e Pinheiral, no interior do Rio. Eles terão que responder por furto qualificado e formação de quadrilha.

Os suspeitos são jovens de classe média, de 19 a 25 anos. A maioria de classe média. Suspeito de chefiar a quadrilha, Richard Lucas da Silva Miranda, violava com os outros rapazes a segurança das contas bancárias na internet e fazia transferências constantes para contas de laranjas.

Investigadores afirmam que a quadrilha mantinha uma vida de luxo e chegava a gastar R$ 20 mil em uma única noite de balada. Alguns costumavam se hospedar em suítes luxuosas nos melhores hotéis de Copacabana, zona sul do Rio, e Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, no período das festas de fim de ano.

De acordo com o delegado, as investigações tiveram início em novembro do ano passado, quando Roseli Gomes sacou R$ 45 mil em uma agência bancária em Barra Mansa, desviados de uma empresa com conta numa instituição bancária de Mogi Guaçu (SP).

Os investigadores constataram que se tratava de uma quadrilha especializada em fraudes bancárias, que através de invasão de contas de grandes empresas, todas do mesmo banco, efetuavam transferências fraudulentas e realizavam saques de altos valores, contando com o auxílio de correntistas de má fé, que recebiam parte do valor furtado.

Em dezembro, quatro suspeitos de integrar a quadrilha foram pesos em flagrante quando transferiram e sacaram os R$ 45 mil nas cidades de Barra do Piraí e Pinheiral. "O dinheiro foi apreendido e depositado em conta judicial. Por um lapso da Justiça, os quatro foram colocados em liberdade e continuaram a praticar o crime"" disse Brito.

A reportagem tentou localizar os advogados dos presos, mas eles não foram localizados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 152 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal