Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

24/10/2007 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpes levam R$ 34 mil de aposentadas

Por: Gustavo Cândido


“Quando a esmola é demais, o santo desconfia”. O antigo golpe do bilhete premiado, um dos mais aplicados por estelionatários de todo País, continua desafiando o dito popular. Por mais que se fale sobre este tipo de crime, ele sempre acaba fazendo vítimas, em todos os casos, pessoas que, por um momento, se deixam levar pela chance de ganhar muito dinheiro de forma fácil.

Ontem, duas mulheres foram vítimas do golpe em Bauru e perderam R$ 34 mil. Por ter sido aplicado por pessoas diferentes, é provável que vários estelionatários estejam usando a mesma técnica na cidade.

O primeiro foi aplicado por volta das 11h, no cruzamento das ruas Boa Esperança com 12 de Outubro, no Alto Alegre. A vítima, uma aposentada de 79 anos, estava esperando o ônibus quando foi abordada por três mulheres, uma delas portando um bilhete de loteria que dizia ser premiado. De acordo com informações do boletim de ocorrência (BO), a golpista afirmou ser analfabeta e pediu à aposentada que fosse com ela no banco para abrir a conta na qual o suposto prêmio seria depositado.

As outras duas mulheres que acompanhavam a golpista serviram para dar credibilidade à história da “analfabeta”. Elas chegaram a simular uma ligação telefônica pelo celular como se estivessem checando a autenticidade do bilhete que, segundo elas, valeria R$ 700 mil.

O trio convenceu a aposentada a trocar o bilhete por R$ 30 mil. Iludida, ela ainda levou as mulheres para sua residência, no Centro da cidade, onde tinha que pegar o cartão eletrônico para fazer o saque. Assim que entregou o dinheiro para as mulheres, elas desapareceram. De acordo com o BO, uma das golpistas era branca, tinha o cabelo escuro e era magra, uma comparsa também era branca e loira, e a terceira era negra, de estatura baixa e obesa.

Outro golpe

Duas horas depois, por volta das 13h, na quadra 7 da rua Gustavo Maciel, outra aposentada, de 62 anos, foi abordada por uma mulher parda, alta e de cabelos curtos pretos, aparentando 50 anos, que lhe pediu ajuda para trocar um bilhete premiado.

Desta vez o golpe foi aplicado com a ajuda de um homem aparentando cerca de 28 anos, baixo, com cabelos curtos e olhos azuis que se aproximou como quem queria ajudar e se ofereceu para checar se o bilhete era verdadeiro.

Segundo o boletim de ocorrência, o homem voltou com uma lista, supostamente da Caixa Econômica Federal, que atestava o valor do prêmio: R$ 870 mil. Alegando estar sem documento para retirar o valor, a golpista ofereceu o bilhete para a aposentada. Para ajudar a convencê-la, o homem disse que também compraria o papel para dividir o prêmio posteriormente. Assim, a vítima foi até o banco, sacou R$ 4 mil e deu à dupla em troca do bilhete. Os dois sumiram sem deixar pistas.

Desconfie!

As vítimas do golpe do bilhete geralmente são pessoas idosas, em muitos casos, aposentadas, o que não quer dizer que os mais novos estejam fora da mira dos estelionatários. No último dia 20, um jovem bauruense de 22 anos perdeu R$ 2,5 mil que havia acabado de sacar do Fundo de Garantia no golpe do pacote, também muito comum.

Para não ser vítima de golpes, a polícia recomenda jamais entregar dinheiro para pessoas desconhecidas. É preciso desconfiar sempre, principalmente das propostas milagrosas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 319 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal