Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

22/11/2012 - InterJornal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PC apura fraude em cartório de Campina

Por: Magnus Menezes

Operação resultou na interdição de dois cartórios e apreensão de documentos que eram alvo de investigação policial há 2 meses.

A operação 'Falsários' deflagrada na manhã de ontem pela Polícia Civil (PC), em Campina Grande, resultou na interdição de dois cartórios e apreensão de documentos que eram alvo de investigação policial há 2 meses. A ação foi realizada no distrito de Catolé de Boa Vista e no bairro das Malvinas.

O delegado de Defraudações e Falsificações, Iasley Almeida, informou que o órgão vinha recebendo denúncias com relação a fraudes em transferências de imóveis e veículos feitas no cartório distrital do Catolé de Boa Vista e na filial do estabelecimento, que funcionava sem autorização judicial, nas Malvinas. A partir das denúncias, a polícia abriu inquérito para investigar os fatos e confirmou as irregularidades.

De acordo com o levantamento inicial da polícia, pelo menos três veículos e um imóvel localizado em João Pessoa foram transferidos ilegalmente, além de várias autenticações de documentos terem sido feitas de forma irregular. O delegado afirmou que o proprietário dos cartórios tinha perdido o direito da função de tabelião, já por outras irregularidades identificadas pela Justiça, mas continuava lavrando documentos de forma irregular.

Segundo o delegado, no cartório ele chegava a efetuar a transferência de imóveis de pessoas falecidas, atestando que aquela pessoa estava 'in loco' autorizando a transferência de seus bens para terceiros. No cumprimento da busca e apreensão autorizada pela Justiça, a polícia apreendeu cartões de autógrafos, procurações e escrituras públicas de compra e venda. Todo o material apreendido seguirá para análise documental.

Os clientes dos referidos cartórios que possuam alguma documentação com indícios de irregularidade serão chamados a depor e, caso seja comprovada a má fé nos atos de transferências, poderão ser indiciados no caso. O acusado das fraudes não estava no cartório no momento da operação e encontra-se foragido. A Polícia Civil vai continuar as investigações e deve indiciar o ex-tabelião pelos crimes de falsidade ideológica e material. Ele pode pegar uma pena de 20 anos de prisão por estes crimes.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 216 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal