Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

17/11/2012 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Comerciante é preso em Pirajuí

Por: Bruna Dias

Acusado de estelionato, Marcos Antonio da Silva, 48 anos, possui ficha extensa com, pelo menos, 20 indiciamentos.

Pirajuí - Em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, a Polícia Militar (PM) de Pirajuí (58 quilômetros) prendeu nesta semana Marcos Antonio da Silva, 48 anos, conhecido nos meios policiais pelo apelido de “Marco Nó”. Segundo o delegado titular de Pirajuí, César Nascimento, o acusado possui extensa ficha criminal de pelo menos 20 indiciamentos por estelionato.

O modus operandi do acusado era quase sempre o mesmo. Efetuava pagamentos com cheques de terceiros sem fundos e até se identificava como outra pessoa em alguns casos. No último golpe, ele comprou grande quantidade de ração de uma empresa do Paraná através do telefone e efetuou pagamento a este comerciante com cheque sem fundos.

“A vítima veio do Paraná para procurar a delegacia de Pirajuí, porque ele teria mandado entregar a compra em uma propriedade rural de Pirajuí. Aí mostramos uma foto à vítima e ela o reconheceu. Foi pedido então o mandado de prisão contra ele”, explicou o delegado César Nascimento.

Marcos aplicou muitos golpes em diversas cidades. De acordo com Nascimento, para conquistar a confiança de suas vítimas, as primeiras compras de alto valor ele pagava com dinheiro. Nas seguintes, os preços eram ainda maiores, e aí ele aplicava o golpe, pagando com cheques sem fundos.

“Certa vez ele comprou R$ 2 mil em roupas e pagou com dinheiro. Na segunda compra que efetuou nesta mesma loja, ele gastou R$ 6 mil e pagou com cheque sem fundos. Ele já chegou a dar golpes de até R$ 300 mil e nunca foi preso por esse crime. Foi condenado por estelionato em primeira instância, mas entrou com recurso e aguarda o julgamento em liberdade”, acrescentou Nascimento.

O acusado foi preso às 18h15 da noite de segunda-feira em sua residência, no Jardim Paraíso em Pirajuí. Após passar por exame de corpo de delito, ele foi encaminhado à Cadeia Pública de Avaí. A pena para o crime de estelionato é de 1 a 5 anos de reclusão e multa.

“Trata-se de um dos maiores estelionatários da região e, com sua prisão, a polícia espera uma diminuição desse tipo de crime, ressaltando ainda que ele responde a outros casos, nos quais, quando concluídos, também será pedida sua prisão preventiva, com o objetivo de mantê-lo preso”, finalizou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 92 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal