Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

23/10/2007 - Agência Financeira Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Judiciária congelou 37,8 milhões por suspeita de branqueamento


A Unidade de Informação Financeira (UIF) da Polícia Judiciária (PJ) suspendeu 13 transacções no montante de 37,8 milhões de euros por suspeita de branqueamento, nos primeiros nove meses do ano, avança o «Público».

Esta cifra representa um acréscimo de 68 por cento em relação ao montante congelado durante todo o ano passado, período em que a UIF congelou 22,4 milhões de euros. Das 235 denúncias investigadas pela UIF, 84 estiveram associadas a depósitos em numerário, 45 por troca de notas, 42 resultaram de transferências do estrangeiro e 20 de transferências bancárias.

De acordo com os dados apurados no 3.º trimestre deste ano, verifica-se que a fraude fiscal é o crime subjacente à reciclagem de dinheiro, com 71 situações suspeitas, ao passo que em número mais reduzido surgem outros quatro crimes: burla (quatro), tráfico de estupefacientes (dois), corrupção e falsificação de documento (um).

Em comparação com o primeiro semestre, verifica-se uma diminuição do leque de crimes que geraram lucros ilícitos, cuja origem foi tentada dissimular. A fraude fiscal lidera o rol, com 159 casos, seguida pelo tráfico de estupefacientes (18) e pela burla (oito).

Até Junho último, o número de casos de corrupção, quatro, foi igual ao de auxílio à imigração ilegal. A tentativa de branqueamento de dinheiro sujo terá ocorrido na sequência da prática de um crime de tráfico de armas, de tráfico de espécies, de um furto e viciação de veículo e de fraude na obtenção de subsídio.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 276 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal