Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

21/11/2012 - Angola Press Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsificação da nota com a efígie de Mandela


Pretória - Notas falsas com efígie de Nelson Mandela, o primeiro presidente negro da África do Sul e o ícone da luta anti-apartheid, circulam naquela país, 15 dias após seu o lançamento, informou fonte do Banco Central, que fala de "casos isolados".

No entanto, o SNB minimiza o risco, enquanto a Televisão Pública SABC mostrou no início desta semana notas de "Mandelas falsas", encontradas com um comerciante, através do detector de alarme.

O "Banco de Reserva" da África do Sul , incentiva o público a se familiarizar com os recursos de segurança das novas notas sul-africanas e examiná-las para garantir que se elas são verdadeiras antes de aceitá-las", disse a AFP Hlengani Mathebula, gerente de comunicações.

A África do Sul está a mudar todas as notas para incluir um retrato de Nelson Mandela, mantendo a parte de trás dos animais que são o seu símbolo turístico: elefante, rinoceronte, búfalo, leão e leopardo.

As notas falsas com a efígie de Mandela estão a preocupar o Zimbabwe, país vizinho, onde desde o início de 2009, a moeda nacional, o dólar zimbabweano foi substituída pelo dólar dos EUA, que concorre no mercado paralelo com o rand sul-Africano.

A falsificação está aumentar desde a mudança. "Nós não estamos familiarizados com as novas notas, os cuidados anunciados para se ter com as falsificacoes com as novas notas não iria ajudá-las a reconhecer os sinais de segurança", disse à AFP um porta-voz da polícia do Zimbabwe, Andrew Phiri.

O Banco central do Zimbabwe iniciou uma campanha de consciencialização, em parceria com a África do Sul, de acordo com a mídia local.

Objecto de uma homenagem nacional, Mandela de 94 anos, por razões de saúde aposentou-se na sua aldeia de infância em Qunu, no Cabo Oriental. Preso durante 27 anos pelo então regime racista do "apartheid", liberto em 1990, negociou a transição de regime democrático branco e recebeu o Nobel da Paz, em 1993, juntamente com o então presidente Frederik de Klerk.

Em 1994 foi então eleito presidente da África do Sul e permaneceu no poder até 1999.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 78 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal