Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

20/12/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dez milhões de maços de cigarros falsificados serão triturados no PR

Por: Izabelle Ferrari

Carga de cigarros chegou em 20 caminhões a Foz do Iguaçu. Mercadoria contrabandeada do Paraguai entrou por MS e PR.

Dez milhões de maços de cigarros falsificados chegaram nesta quarta-feira (20) a Foz do Iguaçu, onde serão triturados. A carga de cigarros chegou em 20 caminhões.

O produto ilegal foi apreendido em operações da Receita Federal e da Polícia Rodoviária Federal nos últimos meses. “No Mato Grosso do Sul, grande parte do cigarro é apreendido em estradas clandestinas, principalmente com o uso do patrulhamento aéreo”, afirma Fabiano Moreno, assessor de comunicação da Polícia Rodoviária Federal.

A carga de cigarro contrabandeado do Paraguai entrou no Brasil pela faixa de fronteira seca com Mato Grosso do Sul e pelo lago de Itaipu, no Paraná. São 20 mil caixas de cigarros clandestinos que seriam distribuídos em vários estados brasileiros.

Se o produto ilegal tivesse chegado ao destino, o país teria deixado de arrecadar milhões em impostos. “Somente desta carga, estamos estipulando em torno de R$ 24 milhões”, afirma Luciano Barros, representante de associação de combate à falsificação.

Os maços de cigarro serão triturados em uma máquina, a única do Brasil instalada em uma delegacia da Receita Federal. O equipamento foi fabricado especialmente para destruir cigarros contrabandeados.

A trituração levará pelo menos dez dias. Os resíduos serão usados para abastecer fornos de olarias. “Os recursos oriundos desta destruição são destinados para uma entidade sem fins lucrativos, ou seja, uma entidade assistencial”, diz Neri Parcianello, delegado da Receita Federal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 129 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal