Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

20/12/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

'Desconheço essas fraudes nas licitações', diz prefeita de Piranhas

Por: Natália Souza

Mellina Freitas afirma que é uma das maiores interessadas na operação. Gecoc colhe documentos para comprovar fraude em licitações de obras.

A prefeita Mellina Torres Freitas (PMDB), chefe do executivo de Piranhas, afirmou à reportagem do G1 que desconhece qualquer assunto referente às fraudes de licitações em sua gestão, que estão sendo investigadas pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc). “Desconheço essas fraudes nas licitações e estou tranquila em relação a isso. Acho positiva a operação do Ministério Público Estadual para manter a transparência na gestão pública. Eu sou uma das maiores interessadas no resultado dessa operação”, afirmou.

Ciente da denúncia, Mellina, que é filha do desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas, não cancelou sua agenda de compromissos e participou de inaugurações de obras públicas em Piranhas durante a tarde de hoje. Já José Almerino da Silva (PP) e José Alcântara Junior (PP), prefeitos de Estrela de Alagoas e Palestina, respectivamente, passaram o dia incomunicáveis.

A operação do Gecoc teve início na manhã de hoje em busca de documentos que comprovem fraudes em licitações em obras públicas dos três municípios. De acordo com o promotor de Justiça, Luiz Tenório, a operação foi concluída com sucesso em Estrela de Alagoas e Palestina. “O promotor Antônio Luiz já apreendeu todos os documentos em Estrela de Alagoas e eu estou esperando a expedição de um mandado para apreensão de documentos de Palestina, que estão no escritório do contador da secretaria de finanças, localizado em Santana do Ipanema”, afirmou.

O promotor afirmou ainda que uma empresa identificada como HC Consultoria, foi contratada pelo prefeito de Palestina para apagar os rastros das fraudes. “Todo tipo de fraude deixa um rastro e essa empresa indicava o melhor jeito de apagar esses indícios, mas não conseguiram apagar todos, pois nós começamos a investigação através de fraudes que ainda não haviam sido trabalhadas por essa empresa”, afirmou Luiz Tenório.

De acordo com o MPE ainda não é possível estimar o prejuízo aos cofres públicos decorrente das fraudes, mas várias empresas eram beneficiadas com dispensas de licitações. “Uma das empresas beneficiadas era a do vereador Tarzan, que já havia sido alvo da Operação Primavera, em 2009”, disse Luiz Tenório. “As fraudes nas obras eram de todo o tipo, desde a contratação de serviços e compra de material de forma irregular. Apuramos várias dispensas de licitações e contratação de empresas que eles queriam”, completou.

Para Tenório, não existe nenhuma ligação no esquema entre as prefeituras. “É uma infeliz coincidência. Os prefeitos 'estudaram na mesma escola', mas não têm ligação nas fraudes”, afirmou. O promotor Alfredo Gaspar de Mendonça, que coordena a operação, ainda se encontra no município de Piranhas. “É comprovado que houve essas fraudes e a operação é para colher esses documentos comprovatórios. A investigação já dura dois meses”, afirmou.
De acordo com o MPE, só no final do dia será possível fazer o apurado da operação.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 112 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal