Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/12/2012 - O Documento Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Prefeitura aguarda cópia de inquérito para abrir sindicância contra servidores em Cuiabá


A prefeitura de Cuiabá deve instaurar o processo administrativo para investigar os servidores envolvidos na fraude na arrecadação de impostos na próxima semana. A fraude foi descoberta na operação “Impostor”.

“Já fizemos o pedido a Delegacia Fazendária para que nos encaminhe o quanto antes o relatório preliminar das investigações para que possamos abrir os processos, e houve um compromisso dos delegados que até a semana que vem ele estará em nossas mãos”, disse o procurador-geral do município, Fernando Biral.

Biral garante que todas as irregularidades e indícios apontados pela Delegacia Fazendária serão apurados pelo Executivo. Entretanto, admite que os trabalhos não serão concluídos este ano. Assim, ficará a cargo do prefeito eleito Mauro Mendes dar continuidade. “Por conta dos prazos para apresentação de dados, e depois para defesa e apresentação de provas, não vamos conseguir terminar os trabalhos, ficará a cargo do próximo gestor concluir o processo.

Além disso, existe a possibilidade de outros servidores serem intimados pela Polícia Civil. Trata-se de pessoas que surgiram no decorrer das investigações ou que foram citadas nos depoimentos. Uma lista com o nome das mesmas será anexada ao relatório e encaminhado à prefeitura para que se apure a atuação dessas pessoas no esquema.

Até o momento, 19 pessoas foram ouvidas. Destas, 14 são servidores da prefeitura. O prefeito Chico Galindo (PTB) afirma que demitiu os dois comissionados envolvidos e afastou os servidores efetivos.

A operação Impostor foi deflagrada em 9 de novembro, com o intuito de apurar fraudes na arrecadação de impostos. Estima-se que, em dez dias, R$ 1,3 milhão foram desviados. Galindo acredita que houve um rombo de mais de R$ 30 milhões.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 206 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal