Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

12/12/2012 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Esquema da ´pirataria´ é desarticulado no Ceará

Por: Fernando Ribeiro

Segundo a Polícia, um grupo de sete pessoas obtinha lucro de R$ 1,2 milhão por mês com roupas falsificadas.

Sete pessoas presas, mais de 30 mil peças apreendidas e a desarticulação de um esquema criminoso que rendia a uma quadrilha cerca de R$ 1,2 milhão por mês. Este foi o resultado de uma operação policial que durou seis meses e foi concluída, ontem, pela Polícia Civil cearense no combate à falsificação de roupas de marca. A investigação, chefiada pelo delegado Valdir Cavalcante de Paula Passos, contou com o apoio da Justiça e do Ministério Público Estadual (MPE).

Conforme a Polícia, uma rede de comerciantes se instalou em Fortaleza para fabricar e vender roupas falsificadas, conseguindo ´exportá-las´ também para os Estados de São Paulo, Pernambuco, Amazonas e Distrito Federal. O volume de mercadorias falsas chegou a uma quantidade tão grande que o Ceará passou a ser procurado por falsificadores de várias partes do País.

Os donos das marcas que estavam sendo fraudadas decidiram se unir contra a ´pirataria´ e fundaram uma associação. Com mais força, procuraram a Polícia Civil e o Ministério Público do Ceará em busca de providências que estancassem a ação criminosa. Segundo o delegado Valdir Cavalcante, durante a investigação foi necessária a quebra de sigilo telefônico dos ´cabeças´ da rede de falsificadores.

A ´escuta´ telefônica permitiu a identificação de todos os acusados e medir a extensão da fraude. A interceptação durou cerca de dois meses e foi acompanhada pelo Ministério Público.

Com as provas colhidas pela Polícia, a Justiça decretou a prisão das sete pessoas, que passaram cerca de 40 dias detidas e foram libertadas, mas continuam sendo processadas.

Conforme o delegado Valdir Cavalcante, este foi o desdobramento da ´Operação Surf Wear´, realizada em 2011 e que também resultou na prisão de sete pessoas.

Apreensões

Além das prisões, as equipes da Polícia Civil fizeram a apreensão de 15 máquinas industriais, cinco meses de corte e cerca de 100 mil botões. As 30 mil peças falsificadas (calças, calções, bermudas, blusas e camisas) foram encaminhadas para a Perícia.

Com a chegada da época de Natal e Ano-Novo, as autoridades planejam redobrar as operações contra a ´pirataria´, principalmente no Centro, onde aumenta o fluxo de comerciantes informais de confecções e outros produtos falsificados.

NÚMERO

300 mil reais por semana eram obtidos pelos comerciantes que montaram o esquema de fraude. Roupas falsificadas vinham sendo vendidas em quatro Estados

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 256 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal