Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

10/12/2012 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Cuidado para não acabar com uma nota falsa

Por: Adriane Souza

Mais de 400 mil cédulas de mentira foram apreendidas no país neste ano; comerciantes estão de olho.

O aquecimento do comércio gerado pelas compras de fim de ano pede cautela redobrada. Na semana passada, a Polícia Federal de Sorocaba atendeu um caso envolvendo falsificação de dinheiro em Salto, a 43 quilômetros de Sorocaba. O crime mostra que é preciso ficar de olho nas notas que entram em seu bolso.

De acordo com o Banco Central, a capital paulista concentra mais de 30% das cédulas falsificadas de real do país. Das mais de 420 mil tiradas de circulação de janeiro a novembro deste ano, 131 mil estavam no Estado, somando R$ 9,5 milhões.

E foi em São Paulo que uma quadrilha formada por três homens e uma mulher – que não tiveram as identidades divulgadas – se dirigiu para adquirir oito cédulas de R$ 100.

O grupo foi detido pela Guarda Civil Municipal de Salto após ter enganado alguns pequenos comerciantes e parte das notas falsas foi apreendida. “Os acusados estariam realizando pequenas compras para trocar as notas falsas por dinheiro verdadeiro, com o troco”, explica o delegado Roberto Borelli Zuzi, que é responsável pela Polícia Federal de Sorocaba.

Apesar deste caso, o delegado afirma que, nos últimos anos, os casos de falsificação caíram. “As cédulas de real melhoraram, possuem mais ítens de segurança e isso dificulta a reprodução”, explica.

A identificação da falsificação a olho nu, principalmente nas notas de formato antigo, é difícil. Por isso, o delegado recomenda cautela aos comerciantes que são os principais alvos.

Preparados/ Segundo o relações públicas da Aceso (Associação Comercial do Centro), Hudson Pessini, poucas pessoas se arriscam a passar notas falsas aos lojistas. “Temos uma série de equipamentos que fica no caixa das lojas e que detecta com facilidade a falsificação sem o cliente perceber”, diz. Assim, ele avalia que os maiores alvos dos criminosos são os pequenos comerciantes.

Banco Central não faz troca de cédula falsificada

Segundo o chefe do departamento de Meio Circulante do Banco Central, João Sidney Figueiredo Filho, as cédulas falsificadas não são trocadas pelo BC, o que reforça a importância da conferência antes de aceitá-las. “Não pode haver constrangimento de conferir a marca d’água e olhar bem a nota, inclusive na hora do troco. Na dúvida, compare com outra nota”, alerta.

Quem desconfiar da autenticidade de uma nota pode recusá-la. O Banco Central recomenda ao dono do exemplar suspeito que procure uma agência bancária para encaminhamento e análise do Banco Central, embora não haja reembolso. Se a cédula possivelmente falsificada sair de um terminal de autoatendimento ou caixa eletrônico, a orientação é comunicar o fato rapidamente ao banco onde o dinheiro foi sacado.

Caso seja fora da agência ou do horário de expediente, é importante retirar um extrato que comprove o saque e ir a uma delegacia de polícia para registrar ocorrência.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 310 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal