Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

10/12/2012 - Jornal Cruzeiro do Sul Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Preso falso médico que atendia em Sorocaba


Policiais civis do 63º Distrito Policial da capital paulista prenderam um falso médico na Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba, neste domingo (9), por volta das 15h30 da tarde. Fernando Henrique Guerrero, 30 anos, usava indevidamente o nome e o número de registo do Conselho Regional de Medicina (CRM) do médico Ariosvaldo Diniz Florentino. O falso médico foi detido em flagrante após atender e prescrever medicamentos a pacientes. Foram aprendidos o carimbo usado por Fernando, além de documentos da Santa Casa que possam ajudar a esclarecer o caso. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisório (CDP) de Sorocaba.

De acordo com Newton Tomio Miyashita diretor administrativo de relacionamento com o cliente da Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba informou que o hospital não tinha a menor ideia de que se tratava de um falso médico. Ele disse que a Santa Casa trabalha com empresas terceirizadas para contratação de funcionários e não soube informar desde quando Fernando trabalhava no hospital. Segundo ele, a documentação apresentada estava perfeita.

Agora, o hospital aguarda orientação do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) para saber o que será feito com os pacientes que foram atendidos por ele. Em paralelo já foi instaurado um comitê de apuração interna para fazer um levantamento de todas as fichas, tanto no Sistema Único de Saúde (SUS), quanto no setor de convênios.

Outro caso

Há 20 dias, o mesmo DP prendeu Camila Aline da Silva Matias da Rocha, 29 anos por exercer ilegalmente a profissão de médica, no ambulatório municipal em Piedade. Depois da prisão de Camila, os funcionários disseram que foi Fernando quem a havia apresentado à diretoria do ambulatório. Ela era procurada por participação em crime de latrocínio (roubo seguido de morte) na zona leste de São Paulo. A polícia também investiga a relação de Fernando com o crime.

Camila teria dirigido o carro usado para prática do latrocínio, em São Paulo. As vítimas eram um casal e o homem foi morto com três tiros na cabeça. A procurada usou o número do Conselho Regional de Medicina (CRM) da médica Bruna Camila Braga e apresentou-se com o nome falso. Camila teria trabalhado no ambulatório municipal por três semanas, nos plantões das sextas-feiras.

Em interrogatório na delegacia de Piedade, ela disse que para conseguir o emprego não preencheu ficha nem teve que apresentar documento que comprovasse ser médica. Camila foi levada presa para São Paulo.

Exercício ilegal da Medicina

A pena por exercício ilegal da Medicina, artigo 282 do Código Penal, é de seis meses a dois anos de prisão - se Camila for condenada por latrocínio poderá pegar de 20 a 30 anos. Os pacientes que fizeram consultas com os falsos médicos devem agendar novo atendimento. Medicamentos receitados por eles podem fazer mal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 271 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal