Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

24/11/2012 - Rondônia Dinâmica Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

DENÚNCIA - Mulher e cunhado do governador estariam envolvidos em esquema de corrupção

Na próxima semana Assembleia vai abrir CPI para investigar corrupção que envolveria diretamente o governador e sua família.

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia (ALE-RO), deputado Hermínio Coelho, reuniu a imprensa no início da tarde desde sábado (24) para apresentar provas (cópias de cheques), sobre supostos envolvimentos de familiares - a primeira dama do Estado , médica Maria Alice Moura, o cunhado do chefe do Poder Executivo estadual, Francisco de Assis Ramos, casado com Cláudia Moura, secretária de Ação Social. Todos envolvidos num suposto esquema de corrupção.

De acordo com Hermínio, as cópias de cheques são da empresa MULTI MARGEM e que comprovariam que ocorria um esquema de corrupção que beneficiaria o próprio Governador Confúcio Moura .A empresa que era comandada pela esposa do ex-secretario adjunto de saúde, José Batista, que foi preso na operação Termópilas, repassou durante nove meses consecutivos, R$ 1 milhão 350 mil em propina a Francisco de Assis.

Consta da denúncia do presidente da ALE-RO que a empresa MULTI MARGEM, que gerenciava descontos consignados de servidores públicos repassava uma parte do faturamento para um esquema de propina dentro do "Governo da Cooperação". A empresa faturava liquido cerca de 300 mil reais e repassava mensalmente R$ 150 mil para Confúcio e família, através de Francisco de Assis Oliveira, o conhecido cunhado do governador.

Hermínio disse que irá propor a abertura da CPI do Consignado, para que possa ser apurado quem sacou os cheques na boca do caixa e em quais conta foram depositados. Para tanto deve ser pedida a quebra do sigilo bancário dos envolvidos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 131 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal