Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

23/11/2012 - D24am Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Federal desmonta fábrica de atestados médicos falsos em Manaus

Os falsificadores declararam que cobravam de R$10 a R$30 por atestado médico, dependendo do número de dias de afastamento. Dois homens foram presos em flagrante.

Manaus - A Polícia Federal cumpriu na manhã desta sexta-feira (23) dois mandados de busca e apreensão, em residências localizadas do bairro São Francisco, zona centro-sul de Manaus, e dois mandados de condução coercitiva, expedidos pela 2º Vara da Justiça Federal no Amazonas.

Tais diligências, relacionadas à investigação federal, ocorreram nove dias após matéria publicada pelo PortalD24AM, que apontou 149 denúncias de atestados médicos falsos e 12 adulterados emitidos na capital registrados no Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CRM/AM).

A ação da PF visa combater a falsificação e comercialização de atestados médicos falsos, que eram apresentados em entidades públicas e privadas para abonar ausências injustificadas de servidores e empregados em Manaus.

Na residência de um dos investigados, policiais federais da Delegacia de Defesa Institucional encontraram uma fábrica de atestados médicos falsos, com centenas de formulários em branco e receitas médicas, além de receituários especiais e declarações de comparecimento, pedidos de exames médicos, de praticamente todos os hospitais e centros de atendimento médico de Manaus, bem como uma dezena de carimbos falsos contendo o nome e o CRM de médicos amazonenses.

No local, também foi encontrado grande variedade de medicamentos, inclusive de uso controlado, que eram comercializados juntamente com as receitas médicas.

Os falsificadores declararam que cobravam de R$10 a R$30 por atestado médico, dependendo do número de dias de afastamento.

Dois homens, sendo um auxiliar em enfermagem aposentado de 74 anos e o outro técnico em fisioterapia, de 41, foram presos em flagrante pela prática do art. 273, §1º -B, incisos I, III e V do Código Penal Brasileiro, que prevê pena de 10 a 15 anos de reclusão. Foram também indiciados outras quatro pessoas por crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso.

Os presos serão encaminhados, ainda nesta sexta, à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 329 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal