Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

20/11/2012 - Portal Exame Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

HP investiga fraude contábil após prejuízo de US$ 6,85 bi

Por: Tatiana Vaz

Empresa abriu investigação para apurar se realmente pagou mais pela Autonomy do que ela realmente valia.

São Paulo – Se não bastasse os desafios operacionais que vem sofrendo a HP nos últimos meses, hoje pela manhã a companhia tornou público outra questão que pode abalar ainda mais a estrutura de seu negócio. Trata-se de uma despesa de imparidade de ágio e ativos intangíveis no segmento de software de cerca de 8,8 bilhões de dólares, atribuída à aquisição da unidade Autonomy

A companhia apurou um prejuízo de 6,85 bilhões de dólares em seu quarto trimestre fiscal, encerrado em 31 de outubro. Em igual período há um ano, a empresa apresentava um lucro líquido de 239 milhões de dólares.

Segundo o comunicado, a empresa de software britânica comprada pela HP em 2011 teria um valor bem menor do que o pago pela gigante de tecnologia. A compra foi feita sob o comando do então CEO Leo Apotheker, deposto depois de uma curta e tumultuosa liderança na empresa.

A presidente executiva da HP, Meg Whitman, disse que uma investigação interna revelou “sérias irregularidades contábeis” com a Autonomy, que poderia ter “adulterou dados de vendas e contabilizado negócios com parceiros como receitas, mesmo quando nenhum cliente havia comprado produto algum”.

Distorção de valores

A HP já alertou o regulador da bolsa norte-americana, a Securities and Exchange Commission (SEC) e as autoridades britânicas competentes (o Serious Fraud Office), requerendo a abertura de uma investigação. Ainda assim, Meg admite que a resolução do caso pode levar anos.

A possível irregularidade contábil e os gastos com a reestruturação da companhia fizeram com que a empresa registrasse uma perda líquida de 12,650 bilhões de dólares em seu exercício terminado ao final de outubro, contra um lucro de 7,070 bilhões obtidos um ano antes. Entre julho e outubro, a HP registrou receita líquida de 29,95 bilhões de dólares, queda de 7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

A HP disse que começou uma investigação interna sobre possível fraude depois que um membro sênior da equipe da empresa adquirida ter comentado sobre práticas questionáveis de contabilidade do negócio”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 122 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal