Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

12/11/2012 - TVI Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dez pessoas envolvidas em esquema de clonagem de cartões de crédito

PJ conclui investigação e apreende 99 pés de canábis e mais de 100 cartões contrafeitos.

A Policia Judiciária (PJ) enviou para o Ministério Público a conclusão de uma investigação em que estão envolvidas 10 pessoas suspeitas de crimes praticados no Algarve, entre os quais clonagem de cartões de crédito e branqueamento de capitais.

Em comunicado, a PJ refere que os oito homens e duas mulheres foram indiciados no âmbito de uma investigação enviada para o Ministério Público (MP) com proposta de acusação de todos os suspeitos.

Entre os arguidos estão dois homens e uma mulher que se encontram em prisão preventiva desde abril do ano passado. São suspeitos dos crimes de associação criminosa, clonagem de cartões de crédito, branqueamento de capitais, falsificação de documento, burla qualificada, tráfico de estupefacientes e posse de arma proibida.

De acordo com a PJ, em abril de 2011, no Algarve, alguns dos arguidos terão, alegadamente, clonado cartões de crédito com dados obtidos através da internet, tendo realizado cerca de 100 supostas transações comerciais, no valor aproximado de 240.000 euros. Este dinheiro foi creditado na conta bancária de uma empresa constituída por eles através de um terminal Multibanco.

«Depois, com recurso a cheques bancários, os restantes arguidos dissimularam a origem do dinheiro que reintegraram nos respetivos patrimónios», lê-se no comunicado.

Em outubro de 2001 parte dos arguidos terá alugado cinco automóveis a uma empresa, tendo, alegadamente, falsificado as matrículas e documentos, «vendendo uma por 8.500 euros e colocado as outras no mercado pelo preço de 2.000,00 cada».

A PJ anunciou também que, durante as buscas domiciliárias, foram apreendidos 99 pés de canábis, mais de 100 cartões contrafeitos, computadores, telemóveis, duas pistolas e quatro viaturas - «três das quais devolvidas ao lesado» - e o saldo de contas bancárias.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 100 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal