Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

13/11/2012 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dupla de irmãos é presa em flagrante


Somente em dois dias do último final de semana, sábado e domingo, em apenas um caixa eletrônico, mais de 400 pessoas tiveram cartões clonados, contas violadas e até mesmo empréstimos bancários feitos ilegalmente. Esses foram os objetivos de dois irmãos cearenses que aplicavam durante um mês em Belém, esse tipo de esquema utilizando o ATM Card Skimming, equipamento mais conhecido como “Chupa-Cabra”. Após vários dias de investigações, Oswaldo Sousa Oliveira, 26, e Alef Luis Sousa de Oliveira, 19, foram flagrados por policiais civis da Delegacia de Repressão a Crimes Tecnológicos (DRCT), na noite do último domingo (11) no momento em que retiravam o equipamento de um caixa eletrônico localizado em um shopping Center no centro da cidade.

A operação denominada pela diretora da DRCT, delegada Beatriz Silveira, pretendia desmontar o esquema ilegal que estaria sendo aplicado pela quarta vez no país pela mesma quadrilha. Os dois irmãos presos já haviam passado por outros lugares como Paraná, Rio Grande do Sul e Brasília da mesma forma. Os próprios acusados não conseguem sequer estipular a média do dinheiro retirado de contas, compras feitas nos cartões clonados e até mesmo o adquirido em empréstimos no período de um ano e meio, de forma ilegal.

Nos últimos trinta dias atuando em Belém, a polícia conseguiu localizar quatro caixas eletrônicos que tiveram por alguns dias o “Chupa-Cabra” na frente - um equipamento considerado de alto custo, entre R$ 5 a 8 mil, composto por três peças, fixado com cinco baterias de aparelho celular, cinco cartões de memória e uma microcâmera.

“CHUPA-CABRA”

“Todo o leitor não somente lê, mas também copia as informações daquela tarja do cartão magnético. Com as microcâmeras instaladas, também era possível copiar e gravar a forma numérica dessas senhas. De posse dos dados necessários, podem ser multiplicados infinitamente e confeccionados inúmeros cartões de uma mesma conta. Ainda não temos um balanço de quantas vítimas eles fizeram durante aproximadamente um mês, pois com o mesmo equipamento, eles instalavam em um caixa de cada vez e em seguida, alguns dias depois, eles retornavam àquele autoatendimento e removiam o equipamento. Tudo era feito de maneira muito rápida, pela prática por terem passado por outros três lugares aplicando o mesmo golpe. No geral, o objetivo era clonar os cartões e senhas, realizar saques e, de forma ousada, quando a pessoa não possuía dinheiro na conta, eles se utilizavam dos dados da vítima para fazer empréstimos em nome alheio”, explicou Beatriz. “Se em apenas um único final de semana de um caixa eletrônico foram registradas pelo menos 400 pessoas que tiveram os cartões clonados, imagine durante um mês quantas pessoas não foram alvos do golpe”, ressaltou a delegada.

As filmagens feitas pelas câmeras do próprio equipamento, divulgadas à imprensa na manhã de ontem (12), mostram os registros dos criminosos em alguns desses saques e das remoções feitas por eles através do dispositivo. Sempre usando, ambos, bonés, eles que são de família considerada humilde da cidade de Boa Viagem, interior do Ceará, estavam sempre bem vestidos com roupas de grifes.

DESCOBERTA

Segundo a polícia, a escolha do banco era feito de forma aleatória. Eles se hospedavam em hotéis nas cidades, identificavam os caixas com o maior movimento de pessoas e instalavam o equipamento. O esquema foi descoberto no momento exato em que retiravam o dispositivo de um caixa de autoatendimento do Banco do Estado do Pará (Banpará) em um shopping Center localizado no bairro Batista Campos, por volta das 21h de domingo.

A delegada informou que mesmo sendo flagrados pela polícia, as acusados esboçaram resistência, teriam sido violentos com os policiais e negando o crime.

Vale ressaltar que em menos de um mês, esse já é o segundo caso registrado pela Polícia Civil especializada, de golpes feitos por quadrilha de fora do Estado que aplicaram aqui na capital. Alef, o mais novo inclusive já havia sido preso em setembro do ano passado no Paraná, pelo mesmo crime, mas logo foi solto.

A delegada Beatriz que estava à frente das investigações disse ainda que, as pessoas devem estar atentas quando forem utilizar um caixa eletrônico. “Qualquer que seja a mancha de alguma cola ao redor do painel da tela do caixa é suspeito. Se o cliente perceber um furo minúsculo na placa em frente aos dígitos pode ser sim, uma microcâmera instalada”, alertou. Algumas das centenas de vítimas deste último final de semana, já foram localizadas pela polícia.

Oswaldo que seria motorista profissional não quis falar com a imprensa sobre as acusações, assim como Alef, que supostamente trabalha como frentista, não quis comentar o caso à reportagem. A dupla foi autuada em flagrante por estelionato – por causa dos empréstimos feitos em nome de outras pessoas; furto qualificado – mediante fraude ; desacato, resistência e desobediência.

“Como é um crime considerado novo, poucas pessoas sabem da existência dele. Ainda suspeitamos de mais pessoas envolvidas no esquema, porém conseguimos localizar apenas os dois. As investigações devem continuar”, finalizou Silveira.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 193 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal