Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

09/11/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Feira da Barganha atrai golpistas de jogos de azar em Sorocaba, SP

Frequentadores da feira apostam em truques de mágica. Apostadores chegam a perder R$ 100 em apenas uma jogada.

A Feira da Barganha, em Sorocaba (SP), é um local de venda e troca de produtos usados e muito frequentada aos domingos, quando é realizada. Mas o local se transformou em ponto para quem quer aplicar golpes. Usando velhos truques, os golpistas incentivam as pessoas a apostarem dinheiro. Tem gente que chega a perder R$ 100 em uma jogada.

Com uma câmera escondida, a equipe do Tem Notícias foi até a Feira da Barganha para flagrar os golpes. Um homem é visto embaralhando as fichas e explica como funciona o jogo. Um grupo fica em volta da mesa estimulando as apostas, se fazendo passar também por apostadores. Eles trabalham como comparsas. Sempre que jogam ganham, é uma forma de atrair mais apostadores.

Um interessado entrega R$ 50 e vira a ficha. ele acerta e ganha R$ 100 como recompensa. Outro observador oferece R$ 10, mas o líder nega. Outro homem resolve apostar R$ 100. O dono da mesa pede mais e os comparsas incentivam o jogo, mas o homem perde. As apostas acabam e o dono das fichas não desiste. Continua estimulando os observadores.

Em outra mesa, mais uma roda de jogatina. O golpista usa o enigma das bolinhas escondidas, em que o apostador tem que adivinhar, entre três copos, em qual está a bolinha. Um rapaz arrisca R$ 20, mas nada ganha. As mesas improvisadas para os jogos estão por toda parte.

A produção entrou em contato com um mágico para explicar como os golpes são aplicados. O mágico, que não quer se identificar, conta que isso são artes de ilusionismo e que os golpistas dificilmente vão perder.

Quem trabalha dentro da feira é cadastrado por uma associação. Os frequentadores buscam objetos e eletroeletrônicos usados. Os feirantes reclamam da falta de policiamento na feira e algumas pessoas aproveitam o lado de fora para a prática de jogos de azar.

Esses tipos de truques feitos por mágicos ou ilusionistas tratam-se de um espetáculo, mas quando a pessoa usa essa habilidade para atrair apostadores induzindo ao erro e fazendo perder dinheiro, isso é considerado crime.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 161 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Henrique - 01/03/2015 11:42

Perdi mais de R$ 1.000,00 numa fraude. Fui enrolado. Cuidado. Nunca mais volto neste lugar.


Autor e data do comentário: Henrique - 01/03/2015 11:41

Perdi mais de R$ 1.000,00 numa fraude. Fui enrolado. Cuidado. Nunca mais volto neste lugar.



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal