Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/11/2012 - Notícias de Aveiro Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Contabilista condenada a oito anos de cadeia e indemnização de 400 mil euros


Tribunal de Aveiro condenou empresária a oito anos de cadeia, efetiva, por crimes de burla e falsificação de documentos em processo de créditos falsos.

A principal arguida, M. Luísa, tem ainda de pagar uma indemnização que ronda os 400 mil euros aos ofendidos, entre financeiras e cidadãos em nome singular.

O coletivo deu como provados cerca de três dezenas de crimes de burlas e outros tantos de falsificação praticados pela gerente de um gabinete de contabilidade.

Um segundo acusado pelos mesmos ilícitos (sete de burlas e cinco de falsificação) viu-lhe ser aplicada pena de prisão efetiva, de seis anos, e assumir solidariedamente indemnizações na ordem dos 70 mil euros,

Dois outros arguidos condenados também por burlas e falsificação a cadeia (três anos e seis meses e 14 meses), ficaram com a pena suspensa e obrigados a pagar indemnizações mais reduzidas.

O tribunal absolveu os restantes oito arguidos acusados em co-autoria, bem como considerou não haver provas do crime de associação criminosa.

Maria L., empresária com gabinete de prestação de serviços nas áreas dos seguros e aquisições a crédito, que esteve ausente da leitura do acórdão, tera sido mentora do esquema que envolveu ainda vendedores e comissionistas ligados a actividades comerciais, nomeadamente venda de automóveis e outros artigos de consumo.

A arguida assumiu em triunal que alterou dados de clientes para a concessão de créditos Alguns deles nem saberiam que tinham sido feitos pedidos de financiamento em seu nome.

A empresária detida no final de 2006, tendo permanecido em prisão preventiva durante três meses. Depois passou a prisão domiciliária e está atualmente com termo de identidade e residência.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 169 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal