Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

10/10/2012 - Paraná Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Dupla é presa tentando aplicar golpe contra joalheria

Por: Janaina Monteiro


Uma dupla de estelionatários foi presa na saída do Shopping Mueller, Centro Cívico, depois de tentar aplicar um golpe numa joalheria. Dario Alber da Costa Silva, 38 anos, foi contrato pelo chinês e dono de uma pastelaria do centro, Xye Houfu, 29, para comprar uma corrente de ouro de R$ 5 mil com documentos em nome de terceiro. A fraude não deu certo e os dois malandros foram presos em flagrante por policiais da Delegacia de Estelionato (DEDC), no final da manhã de terça-feira (9).

A polícia procura pelo fornecedor dos documentos falsos, conhecido no jargão policial como “papeleiro”, identificado como “Pinduca” e “Sidnei”, que conseguiu fugir dos investigadores. Ele é foragido desde 2010, quando foi flagrado por câmeras de segurança durante outro golpe. O delegado Vinícius Borges Martins acredita que Xye daria a joia para alguma mulher ou então para quitar alguma dívida com traficante, já que é usuário de crack.

Flagra

Os estelionatários foram flagrados pelas câmeras de segurança do shopping na segunda e na terça-feira. Na segunda, eles vão até o shopping para pesquisar em qual joalheria iriam adquirir a corrente. No dia seguinte, eles retornam à joalheria escolhida. Com cartão de crédito e documentos em nome de Waldemar Simão Júnior, Dario chegou a joalheria com R$ 1.700 em dinheiro vivo, pagos pelo chinês, para dar a entrada na joia.

“Eles pagariam o restante com cartão de crédito ou por prestação em carnê, porém o crédito foi recusado. O nosso pessoal foi acionado e Dario foi preso em flagrante tentando devolver o dinheiro para o chinês”, explicou o delegado.

Dario foi autuado por uso de documento falso, falsidade ideológica e estelionato. O chinês foi autuado por receptação, já que, segundo o delegado, seria o beneficiário caso o golpe se concretizasse. Ele foi liberado depois que a família e o advogado pagaram uma fiança de R$ 5 mil.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 128 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal