Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

10/10/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Grupo que clonava cartões bancários é detido em Uberlândia, MG

Por: Caroline Aleixo

Operação foi realizada em conjunto pelas polícias Federal e Militar. Grupo já havia sido pego mesmo crime em Brasília, no DF.

Mais de 200 cartões de crédito virgens, folhas de cheques, carnês bancários e máquinas para clonagem de cartões foram apreendidos em um apartamento do Bairro Santa Mônica, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, durante uma operação conjunta da Polícia Militar (PM) e Polícia Federal (PF). O mandado de busca e apreensão foi cumprido na manhã desta quarta-feira (10), contra uma quadrilha de estelionatários vinda de Goiânia. A operação reuniu cinco delegados e peritos da PF, além de sete policiais militares.

Depois de duas semanas de investigações, as polícias conseguiram localizar dois homens e quatro mulheres, entre 25 e 30 anos, suspeitos de clonar cartões na região. Segundo informações do delegado chefe da Polícia Federal, Emerson Aquino, os suspeitos foram localizados por meio de rastreamento a estabelecimentos comerciais. “Eles consumiam muito. Usavam os cartões clonados para pagarem todas as suas despesas. Então investigamos bares, restaurantes, academias de ginástica e, com o apoio da PM, nós conseguimos chegar ao endereço dos detidos e apreender os materiais”, disse.

Ainda de acordo com o delegado, em uma academia de ginástica eles chegaram a deixar o valor de R$ 3 mil, o que despertou a atenção das autoridades. Também foram apreendidos três veículos, uma motocicleta, além de várias caixas de uma marca de vodka que chega a custar R$ 200 a garrafa, energéticos, cervejas e outras bebidas destiladas.

De acordo com a polícia, uma das mulheres envolvidas teria sido funcionária de uma agência bancária e um dos autores recebia de terceiros os dados das vítimas. “A quadrilha utilizava de maquinários de ponta. Adquiriam os cartões e cheques ainda virgens, obtinham os dados das trilhas dos cartões e providenciavam a clonagem desses cartões para fazerem uso”, explicou Aquino.

Os suspeitos já respondem um processo de estelionato em Brasília, no Distrito Federal. Eles eram proprietários de uma empresa terceirizada, mas que supostamente não prestava os serviços, apenas adquiria os recursos. As seis pessoas estão sendo autuadas na tarde desta quarta-feira (10) e responderão pelos crimes de estelionato, formação de quadrilha e falsificação de documentos públicos e particulares.

A Polícia Federal dá seguimento às investigações para saber se há outros envolvidos nos crimes e se os autores têm outras passagens policiais. “O serviço pericial agora irá apontar se eles agiam em outras cidades, como eles conseguiam acesso às informações bancárias e se há, realmente, outras pessoas envolvidas nos crimes”, finalizou o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 102 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal