Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

03/10/2012 - Decision Report Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

McAfee alerta para ameaças virtuais no setor de varejo


Os meios de pagamento eletrônico vêm se consolidando cada vez mais no mercado como recurso utilizado pelos consumidores devido aos atributos segurança, agilidade, praticidade e exigência do comércio. Um estudo da Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) mostra a preferência por essa forma de pagamento. A projeção é que este ano o número de transações deve chegar a 9,7 bilhões, gerando uma movimentação financeira de R$ 812,8 bilhões, com crescimento de 21% em relação a 2011. A entidade afirma ainda que a estimativa de quantidade de cartões é de 746 milhões em 2012, 9% a mais que o registrado no ano passado.

Esse meio de pagamento também é muito utilizado para fechar negócios nos sites de comércio eletrônico. Segundo relatório divulgado pela e-bit, empresa especializada em informações sobre comércio virtual, o setor tem apresentado um crescimento substancial e a perspectiva é de um aumento de 25% este ano. O estudo mostra ainda que, em 2011, 32 milhões de consumidores realizaram compras nos sites de comércio eletrônico cadastrados no ambiente e-bit, sendo que, em 2010, foram 23 milhões.

No entanto, os varejistas e as empresas processadoras de pagamento têm uma preocupação permanente com fraude e violações de dados. As máquinas de cartões e outros sistemas de pagamento podem se tornar vulneráveis quando se instala um software ou hardware, que podem danificar os sistemas e, até mesmo, fornecer informações importantes para os cibercriminosos.

Dessa forma, um dos principais cuidados a serem tomados é com os ataques de insider (pessoas internas na empresa), uma vez que a alta rotatividade de pessoas e funcionários no varejo pode apresentar uma situação de risco, já que, caso alguém tenha acesso privilegiado ao sistema, pode se aproveitar dessa situação para roubar dados e sabotar os sistemas de transações.

Os sites de varejo também podem ser alvo de ataques, principalmente se o portal não estiver protegido com soluções de segurança robustas e eficazes, apresentando redes fracas que podem ser atacadas por meio de pontos de acesso sem fio, sistemas de manutenção deficientes e segurança negligente por ativos de informação.

Uma loja online também é alvo de tentativa de phishing e esquemas de cibercriminosos que colocam códigos maliciosos como Keyloggers e drive-by downloads em seu site. E essa é uma característica que influencia diretamente os negócios desse segmento, já que os consumidores precisam ter a certeza de que os sites são verdadeiros e que suas informações pessoais estão seguras para então efetuarem suas compras.

Para tornar as transações com cartão de crédito mais seguras para os consumidores e estabelecimentos comerciais (físicos e virtuais), a McAfee oferece uma solução para Gestão de Informações e Eventos de Segurança (SIEM) que proporciona suporte ao cumprimento de normas (compliance) especialmente em relação à PCI-DSS, norma criada em setembro de 2006 pelo PCI Council, conselho internacional formado pelas principais bandeiras de cartão de crédito que estabelece normas rígidas de segurança em ambientes que detêm as informações dos portadores de cartão.

As soluções da McAfee oferecem uma abordagem abrangente para demonstrar o cumprimento do PCI e garantir à loja de varejo soluções em diferentes plataformas, que atendem com a mesma eficiência em ambiente onde a banda larga é limitada. As soluções também são capazes de reduzir programas mal-intencionados indesejados, impedindo a instalação e a propagação de ameaças internas e externas, bem como programas de controle por meio de mudanças em whitelisting dinâmicos, que só permitem a instalação e a operação de sistemas aprovados, o que reduz a urgência de correções frequentes em vários locais com banda larga limitada e plataformas diferentes. Além disso, oferece alternativas a recursos tradicionais, baseados em assinaturas e soluções antimalware.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 133 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal