Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

01/10/2012 - cidadeverde.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF do Piauí investiga 16 empresários e servidor por fraude na saúde

Por: Caroline Oliveira

NOSFERATU:Em coletiva,delegado não descarta participação de gestores, porém nenhum foi incriminado até agora.

O delegado da Polícia Federal, Wellington Santiago que está presidindo o inquérito da fraude na Secretaria de Saúde informou, em entrevista coletiva, que as empresas recebiam referente a procedimentos ambulatórias de alta e média complexidade e reforma das unidades de saúde. Esse repasse vinha direto de uma conta e o funcionário desviava. O rombo pode chegar a mais de R$ 11 milhões.

A verba desviada, de acordo com as investigações realizadas até agora, chegam a quase R$ 11 milhões. Foram cumpridos 21 mandados de busca de apreensão e 16 mandados de intimação nas cidades Teresina, Timon-MA, Esperantina e Fortaleza-CE.

O delegado disse que o processo está correndo em segredo de Justiça e que foi solicitado a prisão das pessoas envolvidas e o sequestro de bens, mas o juiz federal não concedeu. Santiago confirmou que a denúncia partiu do próprio secretário de Saúde, Ernani Maia, e que as investigações iniciaram em maio deste ano.

Foram apreendidos documentos, computadores e comprovantes de depósitos. O delegado disse ainda que o incêndio no antigo prédio da Sesapi, no Centro Administrativo, não atrapalhou as investigações.

Wellington Santiago não descarta, no entanto, que haja participação inclusive de gestores. “Não foi detectado nada até o momento que pudesse incriminar o gestor atual ou qualquer um dos gestores anteriores, mas se encontrarmos algo, certamente serão indiciados”, destacou o delegado afirmando que a investigação continua.

O Controlador Geral do Estado (CGE), Antonio Filho, também participou da coletiva e disse que a fraude foi detectada pela equipe de Controladoria da Sesapi. “Esse recurso é transferido de fundo a fundo e é utilizado para o ressarcimento de processos cirúrgicos, medicamentos. A Controladoria da Sesapi detectou que havia divergências no objetivo do pagamento. Como o delegado falou o rombo pode ser ainda maior”, declarou.

Funcionários

O funcionário responsável pelo pagamento dessas empresas era terceirizado e tinha acesso ao sistema que realizava os pagamentos. “Ele já foi identificado, afastado e está respondendo sindicância”, afirmou o Antônio Filho.

Ele disse que a verba certamente fez falta para a Secretaria de Saúde e esperam que a polícia possa recuperar.

Depoimentos

Na manhã desta segunda-feira(01), dois empresários e um contador estiveram na sede da PF em Teresina para prestarem depoimentos. O contador identificado como Nilson de Sousa Batista e o empresário Raimundo Domingos Xavier Neto disseram ter prestado todas as informações solicitadas pelos policiais, outro empresário saiu sem falar com a imprensa.

Pelo menos seis empresas e um funcionário do setor Gerência Orçamentária Financeira e Contábeis estão sendo investigados pela PF.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 170 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal