Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

28/09/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia descobre fraudes na compra de carros e jovem é preso, no ES

Falsificações de contracheques começaram em 2007. Universitário foi indiciado por três crimes, incluindo estelionato e falsificação.

Um grande esquema de fraude foi descoberto pela Polícia Civil nesta sexta-feira (28), no Espírito Santo. Clientes de concessionárias da região da Grande Vitória, estavam usando contracheques falsos para provarem que possuíam renda suficiente para compra e conseguirem financiamentos de veículos. Um universitário de 27 anos confessou que fazia as falsificações e foi indiciado por três crimes, segundo a polícia.

As investigações da Delegacia de Defraudações e Falsificações (Defa) levaram até o jovem que, quando começou a cometer o crime, em 2007, comercializava os contracheques a R$ 10 cada. Atualmente, segundo a polícia, o valor já havia subido para R$ 20, sendo que cada cliente precisava de no mínimo três documentos para efetivar a compra.

Vários contracheques foram encontrados no e-mail do universitário, responsável pelas falsificações. As investigações também apontam a participação de 18 vendedores de 13 concessionárias e revendedoras diferentes, todas localizadas na Grande Vitória. Segundo o delegado responsável pela Defa, André Cunha, todos os outros envolvidos responderão por uso de documento falso e estelionato. Ele ressaltou ainda que as investigações estão no inicio.

“Tanto quem vende, quanto quem usufruiu desses contracheques responderão criminalmente à Justiça”, esclareceu. O delegado também informou que para apenas um vendedor, o universitário falsificou 35 contracheques.

Início das investigações

As investigações foram iniciadas a partir da prisão de uma mulher no cargo de administradora, no dia 16 de julho deste ano, por desviar cerca de R$ 300 mil do Centro Cultural Caieiras. De acordo com o delegado André Cunha, ela adquiriu com o desvio de dinheiro duas empresas, uma transportadora e uma produtora de eventos, localizadas em Vitória.

A Polícia Civil, ao analisar os computadores das empresas onde a suspeita trabalhava, identificaram um contracheque falsificado no nome de sua tia, porém com a profissão e salário adulterados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 320 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal