Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

25/09/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

MPE denuncia cinco suspeitos de envolvimento em fraude no Ipamb

Entre os envolvidos, está o ex-presidente do Ipamb. Esquema beneficiava rede de farmácia particular de Belém.

O Ministério Público do Estado (MPE) ajuizou nesta terça-feira (25) denúncia contra cinco suspeitos de envolvimento nas fraudes no Instituto de Previdência e Assistência do Município de Belém (Ipamb).

Segundo o documento, assinado pelo promotor de justiça Arnaldo Célio da Costa Azevedo, os suspeitos são acusados dos crimes de inserção e exclusão de dados falsos em sistema de informações, de formação de quadrilha e peculato eletrônico.

Entre os envolvidos, o diretor do núcleo de informática do Ipamb teria sido o idealizador da fraude. Já o ex-presidente do Ipamb, que também está entre os cinco suspeitos, foi denunciado pelos crimes de inserção e exclusão de dados falsos em sistema de informações. As penas previstas pelo Código Penal Brasileiro são de reclusão ou detenção, com o tempo variando de acordo com cada caso e ainda pagamento de multa.

Fraude no Ipamb beneficiava rede de farmácia particular de Belém

O MPE apurou que medicamentos e bens de consumo eram comprados em redes privadas de farmácias por meio de uso irregular de matrícula de vários servidores do Ipamb. O pagamento era à vista, com desconto diferenciado no ato da compra ou a posterior dedução da conta na folha de pagamento do Instituto em duas parcelas. “O Ipamb pagava as compras mas não se ressarcia pelos servidores porque os dados eram apagados”, explica Arnaldo Azevedo.

O diretor do núcleo de informática do Ipamb, teria sido o idealizador da fraude e também quem deu suporte para toda a sua realização. Sua tarefa seria incluir nas matrículas funcionais informações referentes a compras e em seguida apagar do sistema os rastros que comprovavam tais operações.

Segundo a denúncia do MPE, “o ilícito se dava na medida em que funcionários do Ipamb que operavam o sistema de informática daquele órgão municipal desligavam criminosamente o modem do link de acesso ao sistema", prática que beneficiava uma das redes de farmácia em detrimento de concorrente.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal