Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/09/2012 - Brazilian Voice Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Governo do Canadá revoga a cidadania de 3.100 pessoas por fraude

Por: Leonardo Ferreira


“A cidadania canadense não está à venda”, disse Jason durante um coletiva de imprensa na segunda-feira (10) O Governo anunciou que está investigando milhares de outros indivíduos que possam ter mentido para manter a residência permanente

O Canadá deu início à revogação de 3.100 cidadanias que o governo alega terem sido obtidas de forma fraudulenta, anunciou o ministro da imigração do país na segunda-feira (10). Jason Kenney detalhou que na maior parte dos casos de fraude, os aplicantes pagaram representantes para comprovarem que viviam no Canadá para estabelecer residência quando, na verdade, moravam no exterior.

Os residentes permanentes devem viver no Canadá entre 3 a 4 anos consecutivos antes de aplicarem para a cidadania. Para manter seu status como residentes permanentes, eles devem viver no país pelo menos 2 entre 5 anos, com raras excessões.

As investigações realizadas pela Polícia Montada Real Canadense e o Departamento Canadense de Fronteiras descobriram que uma família de 5 indivíduos pagou mais de US$ 25 mil durante um período de no mínimo 4 anos para criar a ilusão de que residiam no Canadá. O Governo anunciou que está investigando milhares de outros indivíduos que possam ter mentido para manter a residência permanente. Kenney alertou que qualquer pessoa que, por ventura, tenha cometido fraude perderá a cidadania ou residência permanente.

“A cidadania canadense não está à venda”, disse Jason durante um coletiva de imprensa na segunda-feira (10). “Nós não ficaremos parados e permitir que pessoas mintam e trapaceiem rumo à cidadania canadense”.

Kenney detalhou que o fluxo migratório canadense per-capita se mantém um dos mais altos do mundo, com o país recebendo 248.660 imigrantes em 2011. Uma média de 250 mil imigrantes foram aceitos no Canadá anualmente desde 2006, considerado um dos maiores fluxos na história do país.

O ministro disse que o combate à fraude na imigração começou há 3 anos, com quase 11 mil indivíduos suspeitos de mentir na aplicação para a cidadania ou manter a residência permanente. Ele acrescentou que até o momento órgãos federais deportaram ou negaram a entrada de mais de 600 ex-residentes permanentes ligados às investigações.

Kenney também disse que planeja apresentar emendas no Citizenship Act, que exigiria que os consultores de imigração sejam membros de um painel regulador, o qual ele acredita ajudar na perseguição a cconsultores inescrupulosos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 101 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal