Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

11/09/2012 - AFP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ex-primeiro ministro francês é interrogado por caso de fraude


PARIS — O ex-primeiro-ministro francês Dominique de Villepin foi ouvido nesta terça-feira em Paris por policiais encarregados de investigar um caso de suspeita de fraude, de acordo com uma fonte ligada à investigação, confirmando uma informação publicada pelo jornal Le Monde.

Esta audiência, que faz parte das investigações do caso da Relais & Châteaux, uma associação especializada em turismo, "foi planejada e está em andamento", disse a fonte, que não informou se o ex-chanceler será detido.

Villepin conhece o ex-presidente da associação, Régis Bulot, 64 anos, acusado pelos juízes de Estrasburgo (leste) por abuso de confiança, fraude e lavagem de dinheiro.

Bulot é suspeito de ter, entre 2002 e 2008, desviado 1,6 milhão de euros pagos por fornecedores, a quem ofereceu serviços superfaturados.

Ele reconheceu este sistema, mas nega, no entanto, qualquer financiamento político, assim como que tenha estabelecido um sistema de noites gratuitas para políticos.

De acordo com transcrições de escutas consultadas pela AFP no final de 2011, Dominique de Villepin tentou convencer o novo presidente da associação, Jaume Tapies, a não falar sobre o esquema de seu antecessor.

Depois de ter almoçado, em janeiro de 2010, com Tapies, Dominique de Villepin se gabou por telefone com Bulot de ter provocado em seus interlocutores "um medo dez vezes maior do que eles imaginavam".

"Uma coisa que eu deixei claro ... é que se houvesse um interesse comum na casa Relais & Châteaux, seria que nada do que me disseram eu entregaria, e eles acreditaram", disse ele na época em que ainda aspirava se apresentar na eleição presidencial.

Segundo Bulot, Dominique de Villepin não foi beneficiado pelo esquema, seja na forma de pagamentos em dinheiro ou em diárias livres. Villepin e sua esposa estavam entre os convidados de uma estadia em 2005 em um Relais & Châteaux na Martinica (Antilhas Francesas).

Preso depois de seu indiciamento, Régis Bulot foi libertado em junho de 2012, depois de sete meses de prisão.

Em um comunicado, Dominique de Villepin, protestou a sua inocência.

Durante a audiência, "eu fui capaz de repetir com calma, de forma simples e no curso normal do procedimento que eu não estou de nenhuma maneira envolvido neste triste caso que afeta um de meus amigos", disse.

"Durante esta audiência marcada há muito tempo, eu quis ter dado todos os esclarecimentos solicitados em relação ao caso Relais & Châteaux", explicou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 108 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal