Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/09/2012 - Bem Paraná / Banda B Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresário morto em novembro estaria envolvido em golpes de cartões de crédito, diz polícia

Por: Camila Barbieri e Antônio Nascimento


A polícia informou na manhã desta segunda-feira (3) que o empresário Veríssimo Fiúza, de 31 anos, que se apresentava como sócio de uma casa noturna em Curitiba e cometeu suicídio no dia 30 de novembro de 20011, logo após ter assassinado a tiros a namorada Elizabeth Cristina Pereira, 25 anos, estaria envolvido em golpes de cartões de crédito. A conclusão veio depois de uma investigação da polícia sobre a morte do casal.

Segundo o delegado Vinicius Martins, da Delegacia de Estelionato, as investigações levaram a prisão nesta manhã de dois homens suspeitos de estelionato.

André Lucena Suarez, 39 anos, e Adriano Korczagin, 20, foram presos acusados de abrir uma empresa chamada Novo Canto Comercial Ltda, localizada no bairro Bigorilho, especialmente para aplicar golpes usando cartões de créditos e talões de cheque da empresa. A dupla que utilizava nomes falsos, agia em companhia de Marcelo Cesar Maravalhas, 41 anos, que ainda não foi localizado.

Segundo o delegado Martins, a polícia chegou até o trio depois de descobrir que o empresário Veríssimo Fiuza também aplicava estes golpes. Investigando a morte do empresário, a polícia descobriu a ligação dele com os estelionatários. A polícia não detalhou como Fiuza agia.

"Estamos investigando desde a época da morte de Veríssimo Fiuza, a partir dali fomos apurando outras coisas e outras pessoas envolvidas. Eles acabam utilizanado nomes falsos para compra de bens em nome de uma empresa que é falsa. Eles tinham altas contas correntes e situações de crédito bem vantajosas para eles", conta o delegado.

Os suspeitos abriam várias contas em bancos, apresentavam balancetes falsos e conseguiam altos limites nos cartões de crédito que continham nomes de outras empresas, além da Novo Canto.

Com a dupla, a polícia apreendeu quatro carros de luxo, sendo um Porsche, uma Mercedes, um Fiat Freemont e um Vectra. Além disso, a polícia teve acesso a quatro comandas de consumação dos suspeitos em um bar no bairro Batel e descobriu o quanto os suspeitos gastaram em quatro noites no estabelecimento.

Os valores que constavam nas consumações eram de R$ 3.423, R$ 3.780, R$ 2.689 e R$ 1.780.

O advogado da dupla entrou com pedido para que as imagens dos suspeitos não fossem divulgadas. Eles foram autuados em flagrante por estelionato, falsidade ideológica e falsificação de documentos. A Delegacia de Estelionato e Desvio de Carga procura o terceiro suspeito envolvido no caso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1064 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal