Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

21/08/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falso dentista é autuado por exercício irregular da profissão e estelionato

Segundo a polícia, Elis Alves de 50 anos pode pegar até 5 anos de prisão. No consultório, foram encontrados medicamentos vencidos há 15 anos.

O falso dentista, preso em flagrante no fim da tarde de segunda-feira (20), responderá pelos crimes de estelionato e exercício irregular da profissão. Elis Alves de 50 anos atendia pacientes em um consultório em Vicente de Carvalho, subúrbio do Rio de Janeiro.

Segundo o delegado José Otílio, da 27ª DP (Vicente de Carvalho), se condenado, ele pode pegar até cinco anos de prisão, conforme mostrou o Bom Dia Rio.

De acordo com o Conselho Regional de Odontologia (CRO), um paciente denunciou o suposto dentista por mau atendimento e, após averiguação, foi constatado que ele não possuía registro. O consultório em que ele atendia foi interditado. No local, foram encontrados equipamentos enferrujados e medicamentos vencidos há 15 anos.

"Não precisa ser um conhecedor no que diz respeito à esterilização e limpeza para ver que aqui não tem higiene nenhuma. Essa pessoa que estava aqui, vivia nesse consultório clandestinamente mesmo. Não tinha placa, nem propaganda e publicidade!, contou o coordenador de fiscalização do Conselho Regional de Odontologia (CRO), Antônio Ricardo Borges.

No momento da prisão, segundo a polícia, havia ainda pacientes na sala de espera, aguardando a consulta.

Em depoimento à polícia, Elis alegou que é técnico de prótese dentária e que os equipamentos do consultório haviam sido comprados para o filho que é estudante de odontologia.

De acordo com a polícia, algumas vítimas que foram ouvidas na delegacia confirmaram que ele atuava como dentista realizando todos os procedimentos odontológicos.

O CRO informou que, caso o cidadão desconfie do profissional, pode denunciar diretamente para o telefone (21)3505-7600, de 9h as 16h30. Há ainda a possibilidade de consultar o registro do suposto dentista no site do conselho, no link “profissionais”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 74 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal