Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

05/06/2012 - Futebol Interior Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça aceita denúncia e Leandro, do Grêmio, responderá por falsificação

O jogador foi parado em uma blitz em abril com CNH falsa.

Porto Alegre, RS, 05 (AFI) - A Justiça do Rio Grande do Sul aceitou, nesta terça-feira, a denúncia do Ministério Público contra o atacante Leandro do Grêmio, que está sendo acusado de falsificação. Em abril, ele foi preso por dirigir com uma carteira de habilitação falsa.

Segundo detalhes da investigação, Leandro teria pago 1,8 mil pela habilitação e agora terá que responder na Justiça o caso. Ele será julgado no artigo 304 do Código Penal, uso de documentos falsos, que prevê prisão de dois a seis aos de prisão, mais multa.

Agora cabe aos advogados do jogador entregarem a Justiça a defesa por escrito. Assim, o juiz Márcio Kepler Fraga, da Vara Criminal do 4º Distrito de Porto Alegre poderá prosseguir o caso e convocar uma data para o julgamento.

O jovem atleta, que completará 19 anos de idade no próximo dia 12 de maio, é considerado umas das principais promessas do Grêmio, mas ainda não conseguiu render o que se espera dele depois de receber muitos elogios de Renato Gaúcho, ex-técnico do time hoje comandado por Vanderlei Luxemburgo.

Relembre o caso

A blitz de uma operação chamada de Balada Segura estava montada na esquina das avenidas Farrapos com a Pernambuco, no bairro Navegantes, e abordou o jogador de 18 anos de idade, que dirigia um Honda CRV. Ele foi levado ao Presídio Central, onde deu entrada às 7 horas, segundo a PM.

Em seguida, Leandro saiu da prisão às 8h50, acompanhado de seu advogado, após a apresentação de um habeas corpus, de acordo com a PM, que não soube informar se o atleta teria feito o teste do bafômetro após ter sido parado no blitz.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 81 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal