Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

20/08/2012 - Midiamax / AFP Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

EUA confiscam US$ 150 milhões relacionados ao Hizbollah


Autoridades dos Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira que confiscaram 150 milhões de dólares, que, segundo eles, estavam relacionados a um plano do grupo islamita libanês Hizbollah de lavagem de dinheiro procedentes do tráfico de drogas e outros crimes.

O dinheiro era de uma conta bancária nos Estados Unidos empregada pelo Lebanese Canadian Bank (LCB) com sede em Beirute, para realizar operações em moeda americana, disse Michele Leonhart, chefe da DEA (Drug Enforcement Administration), força antidrogas americanas.

Washington considera o Hizbollah uma organização terrorista.

"Como alegamos no ano passado, o LCB teve um papel chave para facilitar a lavagem do dinheiro para organizações controladas por Hizbollah em todo o globo", disse Leonhart em comunicado.

LEBANESE CANADIAN BANK

Em dezembro de 2011, um processo por lavagem de dinheiro no tribunal federal de Nova York apontou supostos vínculos entre o LCB e outras duas instituições financeiras libanesas com o Hizbollah.

Os promotores americanos alegaram então que o LCB, a Hassan Ayash Exchange Company e a Ellissa Holding transferiram fundos do Líbano para os Estados Unidos para a compra de automóveis usados, que logo eram enviados a países da África Ocidental.

"O dinheiro da venda de automóveis e do tráfico de drogas era depois enviado para o Líbano por meio de canais de lavagem controlados por Hizbollah", acrescentou em um comunicado a oficina do fiscal federal dos Estados Unidos, Preet Bharara.

O Hizbollah negou as acusações considerando que são "outra tentativa de manchar a imagem da resistência no Líbano".

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 161 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal