Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

18/08/2012 - Jornal Cidade (Rio Claro) Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Procon alerta contra o golpe do cartório

Orientação é de que empresas não cedam e efetuem os depósitos, e sim procurem o Procon ou um advogado.

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor, Procon, está alertando os empresários para o "golpe da lista telefônica", que voltou a ocorrer no município. De acordo com as queixas que chegam ao Procon, os golpistas agora se passam por empresas de São Paulo e até de Rio Claro, e agem ligando e dizendo que são de um cartório de protestos de São Paulo, pedindo pagamento, sob pena de terem suas contas bancárias bloqueadas.

"Normalmente a pessoa que atende ao telefonema não é proprietário da empresa, mas uma secretária ou outro funcionário, e o golpista faz pressão psicológica, dizendo que ela tem que pagar, ou a empresa vai ficar com o nome sujo, será protestada e ter suas contas bloqueadas judicialmente", explica o superintendente do Procon, Sérgio Santoro.

Existem várias denúncias relativas a esse tipo de golpe, que o Procon vem chamando de “golpe da lista telefônica”. O esquema geral tem como finalidade conseguir um pagamento indevido através de subterfúgio ou ameaça a uma empresa alegando existir uma dívida em consequência de publicação de anúncios ou publicidades em listas telefônicas. Uma das variantes mais comuns é o recebimento de um telefonema de uma suposta empresa de cobrança, um escritório de advocacia ou por um cartório de títulos informando do protesto iminente, caso não seja pago o valor (normalmente algo entre R$ 1.000,00 e R$ 3.000,00) de uma nota por serviços publicitários ou publicação em lista telefônica.

Em outra variante, os golpistas ligam e solicitam dados da empresa para atualização “gratuita” na lista telefônica. Depois de alguns dias chega um boleto para serviços de publicação na lista telefônica indicando que, se o boleto não for pago, será encaminhado para protesto.

O superintendente do Procon alerta que essas ligações são fraudulentas, visto que nenhum cartório faz ligações, e sim entrega notificações via correio.

"Vale ressaltar que esses golpistas são treinados para ludibriar e fazer pressão psicológica e depois, se a pessoa não efetua o pagamento, eles ligam ameaçando protestar o nome da empresa", explicou, salientando que a empresa não deve fazer pagamento de nenhuma espécie e sim procurar o Procon ou um advogado.

“Só nesta semana, uma suposta empresa de nome EBG Comunicações, de São Paulo, foi denunciada por diversas vezes ao Procon de Rio Claro”, afirma.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 189 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal