Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

18/08/2012 - TopNews / Radio Tucunaré Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Policia Civil de Juara apreendeu 150 litros de bebidas falsificadas na EXPOVALE


A partir de denuncia de um consumidor, formalizada na Divisão de Vigilância Sanitária do Município, que desconfiou o wisky comercializado por alguns barraqueiros e ambulantes no interior do parque de exposições da EXPOVALE, a policia judiciária civil realizou uma operação no local e apreendeu bebidas, garrafas, apetrechos de envasamento, veículos e 4 pessoas envolvidas na falsificação.

O delegado Carlos Henrique Engelman, em entrevista ao vivo na Rádio Tucunaré de Juara, na manhã desta sexta feira dia 17, explicou que na companhia de agentes e investigadores da policia civil, realizou a operação no local, que culminou com a prisão de quatro pessoas acusadas de falsificação de bebidas, três veículos, em torno de 150 garrafas de bebidas já embaladas, garrafas vazias e objetos usados na prática do crime.

As pessoas detidas foram encaminhadas a cadeia pública de Juara, como o crime tem pena prevista de quatro a oito anos em sistema fechado, o delegado não pode arbitrar fiança e os acusados serão encaminhados direto para prisão e aguardaram o parecer do juiz da comarca de Juara sobre como ficará a situação de cada um deles.

O delegado em sua entrevista ressaltou que as prisões e retirada da mercadoria de circulação só aconteceu em virtude da denuncia do consumidor e reforçou que a participação da população, denunciando, ajuda a policia a desvendas a maioria dos crimes investigados.

No inquérito policial o delegado enquadra os quatro detidos no artigo 272 do Código Penal, que versa sobre Corromper, adulterar, falsificar ou alterar substância ou produto alimentício destinado a consumo, tornando-o nociva à saúde. O crime cometido neste caso é contra a saúde pública e é considerado hediondo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 146 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal