Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

13/04/2006 - Agência Brasil Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Não é possível reduzir corrupção de um ano para outro, diz Dalmo Dallari

Por: Marcela Rebelo


Brasília – O jurista Dalmo Dallari, professor da faculdade de Direito da Universidade de São Paulo avalia que o Brasil está avançando no sentido de reduzir a corrupção."Estamos caminhando, mas seria uma ilusão pretender isso de um ano para outro. Isso não aconteceu em nenhum lugar no mundo", destacou, em entrevista hoje (13) à Rádio Nacional.

Ele lembrou que a corrupção não é um problema apenas brasileiro. "A prática de corrupção, a tentação de se obter proveito ilícito, estará sempre presente. Seja qual for o nível de avanço democrático e cultural de um país", afirmou, acrescentando que o fundamental é manter as discussões sobre o assunto. "Isso só se consegue com a intensa participação popular", observou.

Ainda assim, Dallari acredita que a maioria dos políticos brasileiros é honesta. "Temos na classe política um grande número e é maioria, tenho convicção disso, de pessoas honestas, que realmente têm interesse que o país vá bem e o povo melhore", afirmou.

O jurista destacou também que o atual momento político do país pode gerar uma idéia equivocada de "desordem generalizada" e até de "risco institucional". "O dado fundamental é que no Brasil não há qualquer risco para as instituições. Estamos vivendo em normalidade jurídica, democrática e constitucional", disse.

Na opinião dele, o país vive um momento positivo de amplo debate político. "O Brasil está com a sua democracia consolidada, avançamos e amadurecemos. Isso é muito salutar. Então o importante agora é o envolvimento cada vez maior do povo", destacou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 492 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal