Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

08/08/2012 - Diário de Pernambuco Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia afirma que fundador do Megaupload estaria armado e fez ameaças de morte


Durante o julgamento de Kim Dotcom, em Auckland, a Polícia da Nova Zelândia justificou o grande aparato deslocado durante a operação de invasão à casa do fundador do Megaupload.De acordo com a imprensa local os oficiais alegam que ele estaria armado,poderia ser perigoso e teria feito ameaças de morte.

A audiência que julga Dotcom está sendo realizada em três dias e tem sua previsão de término para a próxima quinta-feira.

Paul Davison o advogado de Dotcom, interrogou o sargento que liderou a operação a fim de esclarecer o uso de táticas antiterroristas durante o cerco ao domicílio do alemão.

Um questionário preenchido pelo sargento, que não teve seu nome divulgado à imprensa por questões de segurança, marca a espaço dedicado à resposta "sim" junto às perguntas sobre se Dotcom estava armado, mostrava sinais de violência, tinha um histórico violento e fazia ameaças de morte.

A riqueza do magnata alemão também foi considerada um elemento de risco, já que ele tinha a possibilidade de comprar armas de fogo, segundo a Polícia.

O fundador do site Megaupload declarou na última terça-feira que a Polícia extrapolou no uso da violência durante sua detenção ao subjugá-lo com "tapas e socos".

Dotcom foi detido em janeiro passado em sua mansão nos arredores da cidade de Auckland, no marco de uma operação policial promovida pelos Estados Unidos, que incluiu o fechamento do Megaupload e a apresentação de uma ordem de extradição aos EUA, onde é acusado de pirataria informática e lavagem de dinheiro.

O Megaupload causou mais de US$ 500 milhões em perdas à indústria da música e do cinema ao transgredir os direitos de propriedade intelectual e obter com isso um lucro de US$ 175 milhões.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 133 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal