Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

31/07/2012 - Aqui Acontece Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsos empregados da Eletrobrás são presos por estelionato em Piaçabuçu


Policiais do 11º Batalhão de Polícia Militar, lotados no município de Piaçabuçu, prenderam na manhã desta terça-feira, 31 de julho, dois homens acusados pelo crime de estelionato. Os elementos, que se identificavam como sendo funcionários da Eletrobrás, estão sendo apontados como os responsáveis pela prática de golpes aplicados na cidade que fica localizada a 135 km da capital Maceió.

De acordo com as informações policiais, a dupla chegava à casa das vítimas com a desculpa de que fariam uma vistoria na parte elétrica do imóvel. Após um curto espaço de tempo, eles informavam que tinham encontrado supostas irregularidades na rede elétrica das residências, conseguindo com isso extorquir dinheiro das famílias, sendo na maioria dos casos, pessoas humildes do município.

Os presos foram encaminhados ainda na manhã desta terça-feira, 31, para a Delegacia Regional de Penedo, local onde foram identificados como Walmar Lopes de Malta, 52 anos de idade, e Clébson da Silva, 34 anos. Ainda segundo a polícia, Walmar Lopes já foi funcionário da estatal, e por esse motivo sabia como enganar as vítimas. Um outro elemento suspeito de participar do golpe está sendo procurado pela polícia.

Os acusados foram ouvidos pelo delegado Rubem Natário, titular da Delegacia Regional de Penedo, e autuados em flagrante pelo crime de estelionato que, segundo o artigo 171 do Código Penal, consiste em “obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento”. A pena para quem comete este tipo de crime pode chegar até 5 anos de reclusão e multa.

Na última quinta-feira, 26 de julho, outros dois elementos identificados como José Carlos dos Santos e Robério dos Santos foram presos pelo mesmo crime em Piaçabuçu. Com eles, a polícia encontrou dinheiro em espécie, documentos, e vários cartões de crédito, material que poderia está sendo usado para a prática do estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 507 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal