Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

03/08/2012 - JC Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Subsolo de restaurante oriental em Maceió guardava produtos comprados com cartões clonados

Por: Vanessa Siqueira


O Ministério Público Estadual (MPE) e a Polícia Civil estouraram, na tarde desta sexta-feira (3), um depósito de produtos comprados com cartões de crédito clonados. O armazém fica no subsolo do restaurante Yutaka, no Barro Duro, em Maceió. No espaço, centenas de caixas de produtos eletrônicos, automotivos e eletrodomésticos que, para o MP, seriam repassados a receptadores. Desde a manhã desta sexta-feira estão sendo cumpridos 15 mandados de busca e apreensão pela Operação Clone.

Segundo o promotor Alfredo Gaspar de Mendonça, coordenador do Gecoc (Grupo de Combate a Organizações Criminosas do MP), a suspeita é de que o dono do restaurante, Cristiano Leão – que vinha sendo investigado nos últimos meses -, comprava produtos com cartões clonados e posteriormente os revendia para estabelecimentos receptadores.

No depósito, os agentes também encontraram 21 talões de cheques dos bancos HSBC, Unibanco, Banco Real, Itaú, Caixa Econômica e Santander – todos em branco – em nomes de lojas e pessoas físicas. Os promotores não sabem, ainda, se os talões foram retirados em nome de pessoas que tiveram seus cartões clonados ou se pertencem a envolvidos nas fraudes.

Entre os produtos armazenados no porão do restaurante havia microondas, televisores LCD, aparelhos de ar-condicionado, adegas elétricas, ventiladores, fogões, impressoras, equipamentos de som e até instrumentos musicais, como uma bateria. Camas box, colchões, bicicletas, baterias de carro e acessórios esportivos – todos novos – também estavam no local.

Várias notas fiscais do supermercado GBarbosa foram apreendidos. Segundo o MP, a rede foi a mais prejudicada com o golpe. De acordo com o delegado Carlos Reis, titular da Delegacia de Polícia Judiciária Metropolitana, o trabalho de investigação sobre a procedência dos produtos e das notas fiscais encontradas no depósito vai prosseguir.

"Chegamos aqui para apreender computadores no restaurante e, depois de conversar com os funcionários, descobrimos o depósito com os produtos. Quando chegamos no depósito ficamos surpresos em encontrar aparelhos eletrônicos todos novos. Os indícios são fortes de que os produtos foram comprados com os cartões de crédito clonados", disse Reis.

Como o depósito da Polícia Judiciária já está lotado de apreensões da Operação Clone, os produtos encontrados no restaurante Yutaka permanecerão no local, que ficará lacrado até que seja comprovado se são fruto de fraude.

Dono diz ao MP que produtos não são fruto de fraudes

Após entrar em contato telefônico com o promotor Alfredo Gaspar e solicitar a saída da imprensa do restaurante Yutaka, o proprietário disse que irá ao estabelecimento para comprovar que os produtos não eram fruto de crime. Além do chefe do Gecoc, aguardam por Cristiano Leão o promotor Luiz Tenório e o delegado Carlos Reis – que participam das investigações e da operação Clone.

Segundo Cristiano afirmou ao promotor, as notas dos produtos estão em seu nome. No entanto, o MP explicou que as notas fiscais são emitidas no nome do comprador, ainda que ele utilize cartões de terceiros como forma de pagamento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 220 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal