Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

26/07/2012 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Seis presos por estelionato em Santo André

Por: Evandro Enoshita

Polícia acredita que quadrilha tenha feito vítimas em todo; Denúncia foi formalizada contra a Multcom.

Até a tarde de ontem, mais de vinte pessoas já haviam procurado o 1º DP da cidade para formalizar denuncia contra a Multcom Representações. Na noite da terça-feira, seis pessoas - incluindo os sócios e vendedores da empresa - foram presos acusados de prática de estelionato e formação de quadrilha.

A firma - que trabalhava com venda de consórcios - prometia comercializar cartas de crédito contempladas para a compra de imóveis e automóveis, prática que é considerada ilegal. Para isso, a vítima teria que adiantar algumas parcelas aos golpistas e esperar um prazo de até 60 dias para receber o documento. Mais isso não acontecia.

“Acreditamos que o número de vítimas deva quadruplicar, já que eles tinham contatos inclusive no interior do estado. Por meio dos arquivos da empresa teremos uma noção real do número de prejudicados”, destacou o delegado-titular do 1º DP de Santo André, Lupércio Dimov.

FLAGRANTE

A prisão da quadrilha - que atuava há cerca de dois anos - foi o desfecho de uma investigação iniciada há três meses. O flagrante da equipe de investigação do 1º DP aconteceu no momento em que um novo cliente estava prestes a cair no golpe.

Nas duas salas que a empresa mantinha no Centro Empresarial Pereira Barreto, no bairro Paraíso, foram apreendidos quatro computadores, três notebooks, além de diversas pastas com documentos, arquivos de clientes e materiais publicitários.

Com os membros da quadrilha foram apreendidos ainda quatro veículos: um utilitário Chevrolet Captiva modelo 2011, duas picapes Chevrolet Montana (modelos 2006 e 2011), e um VW Fox 2006.

SAIR DO ALUGUEL

Os irmãos Rogério e Leonardo Françozo, de 30 e 26 anos, respectivamente, estiveram entre os lesados pela Multcom.

Em julho de 2011, os dois moradores do bairro da Lapa, na Capital, pagaram à empresa R$ 38 mil, para ter direito a duas cotas de um consórcio imobiliário e uma para a compra de um automóvel.

“Recebemos a indicação de um conhecido que havia ouvido falar dessa empresa. Tudo foi feito de um jeito transparente. Não dava para desconfiar de nada. Mas depois que fizemos os pagamentos das parcelas a gente mal conseguia falar com os responsáveis. Quando o contato era possível, diziam para nós que iriam ver o que tinha acontecido e não retornavam mais”, conta Rogério, que conseguiu comprar um imóvel por outros meios. Já o irmão ainda paga aluguel.

Segundo a polícia, os dois sócios da Multcom eram conhecidos da lei. Laércio Ferreira da Cruz, 56 anos e Peterson Franco da Moraes, 30 anos, já tinham passagem por estelionato.

FATO

Quadrilha prometia a venda de cartas contempladas de consórcio

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 493 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal