Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

26/07/2012 - Correio do Povo de Alagoas Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Gecoc continua investigando outras quadrilhas de clonagem de cartões

Por: Anna Cláudia Almeida e Jonathas Maresia

Promotor Alfredo Gaspar de Mendonça garante que as prisões serão feitas.

O promotor e coordenador do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), Alfredo Gaspar de Mendonça prometeu que as investigações em relação a outras quadrilhas que atuam na clonagem de cartões de crédito continuam. As prisões e apreensões de máquinas programadas para clonar cartões de crédito fizeram parte da primeira etapa da operação Clone, desencadeada na última segunda-feira (23), e foi concluída.

Segundo Alfredo Gaspar de Mendonça, é de ciência do Ministério Público a atuação de mais quadrilhas na clonagem de cartões de crédito e por isso, o órgão segue investigando na promessa de novas prisões sejam efetuadas, mandando um recado.

“O grupo foi desmantelado, mas sabemos que este é apenas um dos que atuam em Alagoas. Mas o recado do MP é que eles não se preocupem, podem continuar fraudando que vamos chegar até eles. Polícia e MP continuam nas ações para prendê-los”.

Sobre a participação de empresários, a apresentação de pelo menos dois é aguardada pelo MP, já que segundo Mendonça, os advogados já entraram em contato com o órgão. “Dois empresários já se encontram detidos. Outros quatros são suspeitos e estamos no aguardo de que se entreguem. A negociação está sendo feita por intermédio dos advogados”, confirmou o promotor.

Com a colaboração dos acusados presos – por meio da delação premiada – o Gecoc conseguiu apreender as maquinetas com vírus que capturavam dados.

Ainda segundo Alfredo Gaspar, o Ministério Público trabalha agora para que provas e todas as acusações contra a quadrilha estejam amarradas juridicamente, podendo assim ser feita a denúncia à justiça.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 117 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal