Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

23/07/2012 - Tribuna Hoje Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Operação policial desarticula bando que clonava cartões de crédito em Maceió

Por: Breno Airan e Nigel Santana

Primeiras informações dão conta de que dois policiais estariam envolvidos no esquema.

Uma operação ministrada pelo atuante Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público Estadual (MPE), prendeu dois jovens acusados de clonagem de cartões de créditos, na manhã desta segunda-feira (23), em Maceió.

Participaram da ação, homens da Força Nacional, do Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais (Tigre), da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), e das polícias Militar e Civil, cumprindo 24 mandados de prisão e 25 de busca e apreensão expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Um dos pontos onde as autoridades agiram foi no bairro do Trapiche da Barra, em que funcionava um dos laboratórios de clonagem de cartões.

Lá, foi detido o jovem Carlos Eduardo Vieira de Almeida, o “Dudu”, um dos líderes do bando. Havia no local, quatro CPUs, uma delas com capacidade industrial.

Em outro extremo da capital, no bairro da Serraria, o jovem João Raimundo Freire Neto. Ele foi pego no conjunto residencial Senador Rui Palmeira e, em seu apartamento, apreendidos mais três computadores. No recinto, funcionava um segundo laboratório de clonagem.

Além dos PCs, diversos celulares e carros foram apreendidos: um Gol, de placa OLO-3501/MG; um Uno marrom, de placa MMG-6507/AL; um Corola, MUY-5859/AL; outro Gol, placa KIG-2209/PE; um Ágile, placa OHB-7669/AL; um Cobalt, placa NMN-6642/AL; outro Uno, placa não identificada e um Golf, placa BLX-3333/AL. Até um jet ski foi pego sob posse dos envolvidos. Todo o material, segundo o promotor Alfredo Gaspar de Mendonça, à frente do Gecoc, é proveniente do crime.

Os acusados - afora, Dudu e João Raimundo, pelo menos outros oito de nomes ainda não divulgados, dois deles policiais - foram levados para a sede do MPE, em Jaraguá, para depoimentos.

Haverá uma coletiva de imprensa às 14h. Todos também serão indiciados por formação de quadrilha.

De acordo com o promotor Alfredo Gaspar de Mendonça, a operação ainda está em andamento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 128 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal