Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

20/07/2012 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Imagens flagram venda de atestados médicos na Praça Sete, em BH

Quem comercializa age de maneira rápida e discreta. Segundo a polícia, combate ao crime é difícil porque depende de denúncias.

O MGTV 2ª Edição desta sexta-feira (20) exibiu flagrantes comércio de atestados médicos. Em Belo Horizonte, o endereço frequente da fraude é a Praça Sete, no Centro da capital.

Imagens registraram o esquema de venda dos atestados. Quem comercializa age de maneira rápida e discreta. Um produtor simula que quer comprar o documento. Imagens registram o vendedor entrando e uma galeria. Menos de cinco minutos depois, ele volta com um atestado. O papel é entregue atrás de uma banca na Avenida Afonso Pena.

A reportagem voltou outras duas vezes ao mesmo local e encontrou pessoas diferentes cometendo o mesmo crime. Um dos vendedores revela que não trabalha sozinho. Já outro homem oferece desconto para quem quer passar mais tempo longe do trabalho.

Os dois médicos que aparecem em atestados vendidos na Praça Sete foram procurados pela reportagem. Eles não quiseram gravar entrevista, mas disseram que não participavam da fraude e que já deram queixa na delegacia e no Conselho Regional de Medicina (CRM), o que foi confirmado pelos órgãos. Um dos médicos informou ainda que teve o bloco e o carimbo roubados há cerca de dois anos.

A polícia diz que não tem conhecimento da existência de uma quadrilha agindo na Praça Sete, mas que é difícil controlar esse tipo de crime porque depende de denúncias. Quem vende atestados, de acordo com o código penal, comete falsidade ideológica. E quem compra atestados falsos também pode ser preso por uso de documento falso. Nos dois casos, a pena pode chegar a seis anos de prisão.

De acordo com a Divisão Especializada de Investigações de Fraudes, nestes casos, a prisão deve ser realizada em flagrante. Caso contrário, é preciso a abertura de um inquérito. Ainda segundo a polícia, o número de denúncias aumenta nas vésperas de feriado, principalmente carnaval e semana santa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 160 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal