Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

20/07/2012 - Correio da Bahia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF apreende material de fraudes previdenciárias em Camaçari

Contador responsável pela inserção fraudulenta de vínculos no sistema do INSS foi identificado.

Uma operação da Polícia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira (20) em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. Documentos e carimbos que comprovam crimes de estelionatos cometidos por meio de fraudes previdenciárias foram apreendidos.

Um contador responsável pela inserção fraudulenta de vínculos no sistema do INSS foi identificado durante investigações realizadas em conjunto com o Ministério da Previdência Social.

Outra pessoa da organização responsável por falsificar e comercializar Relatórios, Atestados e Receituários Médicos, no intuito de fraudar o INSS, justificar faltas no trabalho e, até mesmo, adquirir medicamentos de uso controlado, também foi identificada.

De acordo com a PF, os dois investigados serão intimados posteriormente para prestarem esclarecimentos na Sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em Salvador.

Fraude

Diretamente ou através dos cadastros em nome de diversas empresas, o contador gerava e transmitia as Guias de Recolhimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social (GFIP´s) com dados falsos.

Ele utilizava uma “chave” (certificado digital), obtida junto à Caixa Econômica Federal – CEF, com a qual inseria dados de relações trabalhistas inexistentes e falsificava documentos aumentando valores de contratos de trabalho ou mudando início e término de relações empregatícias, visando corroborar o vínculo fictício informado gerando, desta forma, dezenas de vínculos extemporâneos.

Após a criação do vínculo trabalhista fraudulento, o suposto segurado da Previdência Social dava entrada em requerimentos de aposentadoria por tempo de serviço ou de benefício por incapacidade, apresentando perante o INSS documentos falsos (CTPS com registro falso, recibos e contracheques falsos, entre outros), visando comprovar as informações lançadas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 267 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal