Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

16/07/2012 - Midiamax Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Moradora de São Paulo é vítima de estelionato com cartão Comp Card

Por: Eliane Souza


T.V.S., que mora em São Caetano/SP, registrou um boletim de ocorrência no estado de São Paulo porque recebeu um telefonema questionando a existência de um cartão Comp Card, da Rede Comper de supermercados, que ela teria feito em Campo Grande/MS. De acordo com a vítima, representante do banco Bradesco ligou para ela cobrando uma dívida, porém a mesma nunca teve o referido cartão. T.V.S. procurou a Associação Comercial da cidade que mora e solicitou o extrato de débitos inscritos em seu CPF. Lá descobriu dívida do cartão fidelidade Comp Card e ainda outro de uma empresa de materiais de construção também de Campo grande. O débito do cartão fidelidade Comper era no valor de R$ 387,15. No serviço de proteção ao crédito a vítima descobriu que alguém fez um Comp Card na loja localizada na Rua Brilhante, Vila Bandeirante. Inclusive o telefone da loja é o mesmo do cadastro. O caso da vítima de São Paulo chegou ao conhecimento do delegado titular da 6ª DP, Valmir Messias Moura Fé, após a publicação, pelo Midiamax, de uma matéria sobre a golpista Derli Chimenes que estava se passando por assessora de um desembargador ao tentar comprar materiais de construção. O proprietário de outra loja do mesmo ramo reconheceu a foto da golpista e foi até a delegacia. Luiz Alberto

Na loja do Jardim Colibri, conforme levantamento da polícia, Derli estava como acompanhante de uma pessoa que apresentou documentos em nome da vítima T.V.S., de São Paulo. Lá o débito feito em nome da vítima foi de R$ 652,60.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 181 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal