Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

10/10/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Detran prende 4 suspeitos de vender habilitação


Policiais da Divisão de Habilitação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) detiveram na manhã desta quarta-feira (10) um psicólogo e um funcionário de uma clínica de exames psicotécnicos localizada próxima ao Poupatempo da Sé, no Centro, e dois aliciadores que abordavam motoristas interessados em renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Na terça-feira (9), o G1 publicou reportagem mostrando a ação dos aliciadores. O Detran instaurou procedimento para apurar o caso. De acordo com a assessoria do departamento, os detidos nesta quarta foram levados para a 2ª Delegacia da Divisão de Crimes de Trânsito (DCT), onde foram ouvidos e liberados. A operação contra a clínica possibilitará à Corregedoria do Detran-SP a instauração de procedimento administrativo que poderá resultar em descredenciamento do estabelecimento.

Os investigadores foram até as imediações do Poupatempo Sé, onde agem os aliciadores da clínica, e se passaram por interessados em fazer a renovação da CNH para motorista profissional. Dois homens, um deles de camiseta vermelha com a inscrição “informação”, ofereceram os serviços da clínica para a realização dos exames psicotécnicos.

Os dois levaram os policiais até a clínica, próximo ao Poupatempo, onde foram encontrados dois candidatos à renovação de CNH, testemunhas que foram conduzidas ao Detran-SP. Ao fazer o aliciamento, a clínica infringiu o artigo 45 da Portaria
Detran 541/99, que “regulamenta o credenciamento de médicos e psicólogos para a realização dos exames de aptidão física e mental e dos exames de avaliação psicológica em candidatos à obtenção da permissão e renovação da carteira nacional de
habilitação para a condução de veículos automotores.”

A portaria diz que é proibido “o aliciamento de candidatos ou condutores, a qualquer título ou pretexto, através de representantes, corretores, prepostos e similares, publicidades em jornais e outros meios de comunicação, mediante oferecimento
de facilidades indevidas ou afirmações falsas ou enganosas”.

Jeitinho

A reportagem revelou que, com R$ 200, qualquer motorista consegue renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de forma ilícita em São Paulo. O levantamento foi feito em auto-escolas, clínicas de exame médico e nas proximidades do Poupatempo da Sé, uma central do governo paulista onde é possível retirar vários tipos de documento.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina que pessoas habilitadas antes de 1999 façam prova ou curso de 15 horas em um Centro de Formação de Condutores (CFC) para renovar a licença para dirigir. Com dinheiro na mão, no entanto, é possível burlar essas regras.

As ruas próximas ao Poupatempo da Sé, no Centro de São Paulo, são tomadas por "zangões", como são conhecidos os homens que abordam motoristas e oferecem a eles serviços ilegais para facilitar a emissão do documento.

Um deles ofereceu ao repórter a venda direta da renovação. A conversa ocorreu em um prédio em frente ao Poupatempo. O motorista tem que fornecer ao intermediário apenas o exame médico previamente realizado, cópias de documentos de identificação e comprovante de residência.

“Eu faço tudo esse serviço aí, meu patrão. Pagou já resolve tudo”, afirmou. “A gente trabalha diretamente com o Detran. Para renovar [a CNH] você vai gastar R$ 200,44: exame médico, taxa e mais um cursinho que você não vai fazer nada, só vai disfarçar um pouquinho lá.” Em outros momento da conversa, o homem acrescenta que resolve qualquer problema do motorista e pode inclusive 'montar' uma carteira de habilitação.

Regras

Na renovação da CNH, motoristas têm de se submeter a uma prova sobre conhecimentos em primeiros socorros e direção defensiva. O candidato tem três opções:

1) Baixar arquivos pela Internet, estudar em casa e fazer a prova na sede do Detran, gratuitamente; 2) Fazer a prova eletrônica em uma entidade de ensino credenciada pelo Detran ao custo de R$ 28; ou 3) Fazer um curso presencial de 15 horas em um CFC e depois fazer a prova (a lei prevê que nesse caso não pode haver reprovação).

Dribles

Uma clínica médica localizada na Zona Oeste de São Paulo faz a ponte entre os clientes e um CFC onde a aprovação é garantida. "É certeza que passa?", pergunta o repórter que se faz passar por cliente. "Passa sim, sem nenhum problema", responde a funcionária.

Uma auto-escola localizada no Paraíso, Zona Sul, aplica a prova do Detran todos os dias e garante que em 48 horas o motorista estará com a carta nova na mão. "A prova custa R$ 38, o exame custa R$ 47 e a renovação, R$ 85", diz a atendente. Ela admite que "tem um jeito de resolver tudo mais rápido", mas tenta saber quem indicou a escola.

Outra auto-escola localizada na Zona Oeste não dá o curso de 15 horas, mas garante que existe 90% de chance de o motorista passar na prova. "Sai por R$ 162. É o valor do exame médico e da renovação. Você vem na segunda-feira e na quinta-feira no máximo vai estar na sua mão. É bem rápido."

Divergências

A reportagem ligou para Centros de Formação de Condutores (CFCs) espalhados pela cidade. Muitos deles cobram mais do que os R$ 60 permitidos ou realizam o curso em menos de 15 horas, o que é ilegal, de acordo com o presidente do Sindicato das Auto Moto Escolas e CFCs.

Em um deles, na região central, é possível fazer o curso de 15 horas exigido pelo Detran em um único sábado e sair do estabelecimento com o certificado na mão. A funcionária afirma que o curso custa R$ 60 mais R$ 10 de material.

Na Zona Leste também é possível fazer o mesmo curso das 8h30 às 17h de um único sábado. Consultado, o Detran informou que o curso dura 15 horas. Neste CFC, o curso custa R$ 70. “Em meia hora você faz e em dois minutos pega o certificado", garante a funcionária.

Feira

O presidente do Sindicato das Auto Moto Escolas e Centros de Formação de Condutores do Estado de São Paulo, José Guedes Pereira, diz que os "zangões abordam as pessoas, sempre perto de unidades do Poupatempo e depois entram em conluio com um CFC para praticar irregularidade".

O representante das empresas do setor deixa claro que é difícil controlar os desvios.

"Irregularidade sempre tem alguém querendo cometer. Isso tem sido uma constante na nossa atividade. Tentamos perseverar pelos sérios”, disse Guedes.

De acordo com o sindicato dos CFCs, cabe ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran) identificar e punir os donos de estabelecimentos envolvidos em irregularidades. Procurado para falar sobre a ocorrência de irregularidades no processo de renovação da habilitação desde 21 de agosto, Detran só se manifestou nesta quarta-feira (10) sobre o assunto.

Desvio

No Poupatempo Sé, clínicas e escritórios disputam cada visitante que deixa a estação do Metrô em direção à praça de serviços públicos.

O prédio do Poupatempo fica na margem esquerda da Praça Clóvis, mas um suposto atendente uniformizado com a palavra 'Informação' conduz o repórter para o lado oposto – um velho prédio na Rua das Flores, ali perto.

Quem segue o pretenso orientador encontrado na rua é levado até clínicas de exame médico, despachantes e auto-escolas que atuam no local. O verdadeiro endereço do Poupatempo só é informado depois que o cliente comprou os serviços oferecidos no local.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 342 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal